Assassin's Creed: Renascença


Boa noite (madrugada), Peixinhos.

Volto eu, Thiago Theodorio, para uma resenha de um livro incrível, baseado num jogo incrível as well.

Antes de tudo comentarei o que é Assassin's Creed.
Como se traduz é o credo dos assassinos. Os Assassinos são homens ou mulheres, que lutam pela liberdade de todos os seres humanos, o direito fundamental de todos nós. Eles lutam contra os Templários, que visam dominar o mundo, ter todos ao seu comando.

Assassin's Creed: Renascença, conta a história de Ezio Auditore, 2º filho de Giovanni Auditore, um poderoso banqueiro de Florença, ou como eu passei a chamar depois de jogar/ler: Firenze, Ezio, é um playboy que adora arrumar confusão com seu rival e até então arqui-inimigo Vieri De'Pazzi, Num dia comum Ezio Juntou seus companheiros para dar uma lição em Vieri, que acaba indo de encontro a ele, eles trocam ofensas e acabam brigando. O partido de Ezio leva a melhor, fazendo-os recuar. Porém Ezio, se encontra machucado e seu irmão fala para ele ir ao médico. Após tudo isso, eles voltam a sua casa pela manhã, Giovanni ordena a presença de Ezio em seu escritório, e pede para o garoto fazer uns trabalhos para ele.

O garoto faz tudo que seu pai manda, uma das tarefas de Ezio era entregar uma carta a um amigo de seu pai, Lorenzo de Medici que não se encontra na cidade, porque tinha de resolver uma certa disputa em outra cidade, então Ezio deixou a carta com o criado de Lorenzo.

Noutro dia, Giovanni dá folga ao filho do meio, para que ele possa ver ou ajudar sua mãe e irmã. Ezio vai ao quarto de sua mãe, para falar com ela. Chegando lá, estava sua mãe, Maria, muito animada por que tinha comprado umas pinturas novas de um artista que acabara de chegar a cidade, que não é nada menos que Leonardo Da Vinci (sim, ele mesmo). E pede para Ezio ir com ela até o ateliê dele, pegar as pinturas.

Chegando no ateliê de Da Vinci, encontraram um jovem de fala fácil, que ficou falando para Ezio que sua mãe tinha bons olhos para arte e que lhe tinha ajudado muito ao comprar aqueles quadros. Sua mãe comprou tantos que não dava para um só homem carregar e Leonardo pediu para Ezio carregar umas das caixas.

Chegando no Castello Auditore, viram que ele foi atacado e levaram presos, Giovanni, Federico, irmão mais velho de Ezio, e Petruccio, o caçula, acusando-os de traição.

Ezio descobriu onde seus parentes estavam sendo mantidos presos, e escalou a torre até uma janela que tinha uma iluminação de vela, e lá encontrou seu pai, que o mandou ir ao seu escritório e pegar tudo que estaria num baú numa saleta secreta, depois disso guardas chegaram e levaram seu pai.

O jovem Auditore, fez como mandado, pegou tudo que havia lá, inclusive uma carta que inocentaria todos eles, mostrando os verdadeiros culpados, e ele conseguiu entregá-la ao encarregado de fazer justiça em Firenze.

No dia seguinte com suas esperanças renovadas Ezio foi ao julgamento, e lá chegando teve um um mau pressentimento. O comendador, não mostrou a carta, continuou com a acusação inicial e os condenou a morte por enforcamento. A partir daí, a vida de Ezio se volta para a vingança e um passo mais próximo de ingressar na Ordem dos Assassinos, que ele nem mesmo conhecia.


Bom gente, é isso aí, espero que tenham gostado.
Eu adoro esse livro e essa franquia. Lembrem-se sempre como é dito na ordem dos Assassinos "Nada é verdade, tudo é permitido"

Até a próxima pessoal.

2 comentários:

  1. Laura Abdala Bassi31 de março de 2012 20:29

    Nossa adoro livros assim..mais um pra entrar na minha estante ai ai meu bolso kkkk!!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tive oportunidade de ler o livro, porém ADORO o jogo, vou colocar ele na minha lista de leitura futuras, rs

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...