Peixinhos Mandriões e a Pirataria Literária

Hello, boys and girls!

Hoje a gente vem falar de uma coisa que é igual a chulé, todo mundo tem (tem sim! Principalmente as meninas que usam aquelas sapatilhas fofas e bonitinhas pra trabalhar), mas ninguém admite: PIRATARIA.

(crédito da imagem para Pirates of the Caribbean)
Tá bom, eu sou muito inocente...
Todo mundo admite sim.

Mas a Gabizinha não costuma mesmo piratear livros. Eu até recebo, vira e mexe, uns arquivos bacanas de livros que gostaria de ler, aí eu vou lá, fuxico, leio alguma coisa e resolvo se vou ou não comprar.
Geralmente eu compro. Hehehehehe #vício

(crédito da imagem para And After)
E também não sou a palmatória do mundo. Não tenho o papel de julgar ninguém, além de achar que todo mundo tem seus motivos e tals.

Eu GOSTO do livro fisicamente materializado na minha estante. Gosto de pegar e poder ler quando eu quiser, onde eu quiser. Por isso, e só por isso, eu compro os impressos prefencialmente, e se não tiver jeito, a versão Kindle.

Ah, tá, também acho que vale à pena dar um dinheirinho pros autores que a gente ama. Mas, não tem jeito de começar a amar se a gente não der uma passeada pelos piratas pra checar, né?

E quando os livros são altamente recomendados pelo mundo afora, ainda não existem versões em português e você não lê uma vírgula em inglês? #comofas?

Aí entram os anjos literários: aquelas pessoas formadas de luz que traduzem os livros e fazem as famigeradas Versões Traduzidas por Fãs.

Quem AMA as Versões Traduzidas por Fãs levanta a mão!!! 
\o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/ \o/

E em muitos aspectos as Versões Traduzidas por Fãs são muuuuuuuuuito melhores que as oficiais que aparecem geralmente depois. Primeiro que são muito mais fiéis do que as versões da editoras, depois que são feitas por gente que realmente conhece a estória e não por um bando de engomadinhos que torcem o nariz para nossos livros amados, provavelmente achando que eles são literatura de segunda categoria.

Mas tá, genti, elas são pirataria.

(crédito da imagem para All the Rage Faces)
Porém uma boa pirataria, porque sem essas versões nós não conheceríamos nem 10% dos romances que nós conhecemos e compramos como loucas.

Uma outra alternativa é ler em inglês.
Eu sei que é difícil, eu sei que é cansativo aprender e que necessita dedicação, mas não é impossível.
Sou prova viva disso!

Depois que rompi a barreira da língua, tem certas coisas que prefiro ler em inglês mesmo. Tipo a IAN, pra ser mais específica. Demonica também só conheço em inglês. As melhores fanfics da Irmandade estão na Língua da Rainha. Os romances que bombam, bombam primeiro em inglês, porque o mercado literário de lá é super agitado.

Sempre que publico aqui uma resenha de algum livro em inglês, recebo comentários perguntando onde conseguir uma cópia em português. Vocês entendem que eu não possa colocar aqui os links, né gatinhas e gatões?
E garanto que é muito fácil encontrar os links por aí (o Google não me deixa mentir sozinha!! Hehehehehe).

Então, Peixinhos, #sijoguem na internet e procurem os livros que saciam a nossa sede: se você é certinha e só quer comprar versões originais, compre; se você quer ler as versões originais em ingreis, a Amazon ta aí pra isso; se você não tem nem o conhecimento nem o dinheiro pra gastar com isso, vá sem culpa ao 4Shared, RapidShare, Megaupload (ele voltou!!), Pirate Bay, grupos de traduções do (falecidoOrkut, pesquise no Google... Enfim faça o que quiser, porque o importante é ler.

E no final, no final mesmo, os autores deviam ficar mesmo é agradecidos que a gente conheça eles através dessas versões, porque se não, como é que conheceríamos?

Pirataria: a melhor estratégia de marketing!

(crédito da imagem para 9Gag)
"Na maior parte do tempo eu penso que a razão das pessoas piratearem é porque querem ter acesso a boa música. E eles não têm isso porque no rádio só tem merda." Thom York (Radiohead)
Acho que a literatura e a música têm muito em comum...

6 comentários:

  1. Gabi tu arrasou mulher. É isso aí mesmo. Adorei seu post. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, mas do que concordo, assino embaixo. Essa é simplesmente a verdade mas pura dos fatos.
    "Pirataria: a melhor estratégia de marketing!"
    Conheci grandes livros, que fizeram minha cabeça e me apaixonar loucamente, através de ebooks, em inglês e em português (traduzido por fãs). E logo depois, corri na livraria pra comprar eles, porque gosto mesmo do livro na mão. Super apoio as traduções livres de ebooks. Fora o preço dos livros né Gabi? Hoje sai muito mais em conta comprar um livro pelo BookDepository do que em terras brasileiras! A qualidade dos livros de fora também é outra coisa!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Gabi,concordo plenamente com vc!

    ResponderExcluir
  4. Gabi é isso aí! Também concordo em gênero, numero e grau!!!

    ResponderExcluir
  5. Gabi gostei muito do que vc escreveu. Como não leio em inglês tenho a maior dificuldade para achar os livros que quero desesperadamente, como os da Larissa Ione. Realmente eu prefiro muito mais ter o livro na mão. Então tomei uma séria decisão, vou me esforçar e voltar para o curso de inglês. Obrigada pelo incentivo.
    Amo o blog!!!!
    bjos.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...