Pleasure Unbound - Larissa Ione: Amor imediato e... SPOILERS!!!

Finalmente fui recompensada!
Depois de ler Príncipe Sombrio e ter sido aquela tortura, você pensaria que eu iria ficar meio cabreira de dar chance a uma nova série sobrenatural, não é mesmo, caro Peixinho? Mas, fique sabendo, que a Gabizinha não é muito certa da cabeça, e como um peixe dourado, tem memória de 2 segundos!! Huahahahaha

Então, lá fui eu, dei o braço a torcer, e encarei outro primeiro volume de outra série de romance sobrenatural. É pedir pra me aborrecer, né?

Maaaaaassss, dessa vez a surpresa foi MUITO boua!!!!!!!

Finalmente outra série digna de ser comparada à Irmandade da Adaga Negra!!! (isso é o maior elogio que eu posso fazer a alguma outra série!)

Vem comigo conhecer o primeiro volume da série Demonica (que eu cismo de chamar de Domenica! Huahahahahaha) chamado Pleasure Unbound, ou Prazer Desatado (tradução livre do Peixinho)!!!
#Sijoga, Perva!!!


(crédito da imagem para Wicked Sexy Books)
Ó, totalmente recomendado esse blog pras pervertidas que adógam um livro mais quente!

Não me lembro como foi que cheguei à conclusão de comprar esse livro, sei que comprei para o Kindle e que ele ficou ali na memória por um tempo, porque sempre tinha alguma outra coisa pra ler na frente.

Eu coloquei Pleasure Unbound na lista do Skoob de livros a serem lidos esse ano também sem grande expectativas, mas fui muito feliz quando dei a chance a esse tímido e desconhecido (pra mim) novo título (mentira! Pleasure Unbound é de 2008).

Fiquei tão contente e pilhada com esse livro, que tenho de contar pra vcs!

Resumão Spolier Free:
Plesaure Unbound é o primeiro volume de uma série de romance sobrenatural (quente, beeeem quente) chamada Demonica, e escrita pela Larissa Ione.
Quer ver quem é a mãe das crianças? É essa moça aqui embaixo.


(crédito para Lilttle Brown)
Muderninha ela, não? E babem: o maridinho dela é da Guarda Costeira dos EUAmagina o corpitcho que ele deve ter!!! O-au!! Ela é veterana da Força Aérea Americana, meteorologista e adestradora de cães. Joga nas 11, essa moça!

Esse primeiro volume foi publicado em 2008, mas a série prosseguiu e terminou no quinto volume (há controvérsias...). 
Grita comigo: OMG!!! Que marravilha!!! Vamos ter leitura de qualidade pra preencher o vazio até o dia 26 de março, lançamento de Lover at Last (não dia 02 de abril como eu tinha relatado aqui, mas a Amazon já corrigiu a data equivocada).

Os próximos volumes são:
- Desire Unchained (Desejo Desacorrentado, tradução livre do Peixinho): lançado em 2009;
Passion Unleashed (Paixão Libertada, tradução livre do Peixinho): lançado em 2009;
Ecstasy Unveiled (Êxtase Revelado, tradução livre do Peixinho): lançado em 2010; e
Sin Undone (Pecado Desfeito, tradução livre do Peixinho): lançado em 2010.
Há ainda um compêndio chamado The Demonica Compendium (que está disponível no site da Larissa Ione aqui - que fofaaaaaa!!!!), e um spin off que ocorre depois do livro 3 ou 4, não sei bem, chamado Eternity Embraced.
Eu amei tanto o Pleasure Unbound, que antes de terminar a leitura, já encomendei os cinco volumes em meio físico pela Amazon!

Nesse primeiro livro a gente é apresentado a uma realidade paralela ao mundo bestinha em que vivemos. Nessa realidade, estão convivendo conosco uma infinidade de tipos diferentes de demônios e seres sobrenaturais, que interagem de alguma maneira, mas não temos muito discernimento da sua verdadeira natureza.

Somos apresentados ao personagem principal, Eidolon (eu sei, também achei o nome esquisitíssimo) que é um demônio puro sangue da espécie Seminus (opa!!! Seminu? Huahahahaha). Mas não espere que ele tenha escamas, chifres e baba verde. Não... Eidolon é um delícia morena de 1,90 m de altura, olhos e cabelos negros. E além disso é o diretor do Underworld General Hospital, um hospital geral para seres sobrenaturais. Lá ele é obrigado e compelido a curar todo tipo de demônio, mesmo os mais vis.

E existem demônios félos-da-pooota, que comem criancinhas e tals. E esses são desprezados por todos.
Mas nada é tão odiado quanto os Aegis, os seres humanos que formam uma organização que busca destruir todas as raças de demônios desse plano.

Eidolon passou pelo seu 100º aniversário e uma mudança começa a acontecer com ele: sua conversão para uma besta incontrolável. Pra que isso não aconteça ele precisa encontrar uma companheira. Ele está buscando, apesar de não estar lá muito otimista com suas perspectivas.
Eis que tudo muda quando uma Aegis é trazida para o UGH. Essa Aegis é a Tayla, que traz com ela a possibilidade tanto de destruir, quanto a de garantir a existência de todos os demônios das redondezas.

Além dos Aegis há outra ameaça aos demônios: o comércio clandestino de órgãos demoníacos para uso em feitiços e outros fins mais macabros.

Também conhecemos os outros dois irmãos de Eidolon: Shade e Wraith. O primeiro muito parecido com Eidolon, com exceção dos cabelos mais longos; o outro bem diferente, com cabelos também longos, mas loiros platinados e olhos azuis. Todos são filhos de um demônio Seminus já falecido, mas cada um tem uma mãe diferente: Eidolon filho de uma Judicius (mais calmo e calculista), Shade de uma Umber (mais amoroso e compassivo) e Wraith de uma Vampira, o que é um problema, porque, pelo que parece, ele é o único demônio cruza de um Seminus com uma Vampira que se tem notícia.

E Wraith é meio incontrolável, porque ele está próximo do início da sua mudança, perto de seu 100º aniversário, e não sabe o que esperar. Além de ser extremamente cruel por natureza e de odiar profundamente todos os Aegis por terem matado o quarto irmão deles, Roag.

A mitologia é ultra-mega-power bem estruturada. É fácil entrar e participar, absorver e se sentir dentro da estória. Os personagens são apresentados da melhor forma possível: gradualmente você vai conhecendo as características de cada um e formando a imagem deles na sua cabeça. Tipo, não tem um parágrafo brega assim: "Eidolon, 1,91m, moreno, olhos negros, cabelos negros, filho de um demônio Seminus e de uma Judicus. Médico e diretor do UGH. Lindo, gostoso e sexy." E esse foi um dos erros de Dark Lover, porque lá tem esse tipo de parágrafo brega.


(crédito da imagem para Maze Kinghost)
Seminus são demônios íncubi. Nessa imagem um íncubus ataca uma mulher indefesa... Ó! E agora, quem poderá me ajudar?

E tem putaria, Gabizinha?
Pode apostar sua pré-venda do Lover at Last que sim!!!
Ao contrário de Príncipe Sombrio, que também tem muita putaria, mas que você muitas vezes fica achando too much (não que as cenas sejam fortes, mas são muitas!!), cada interação sexual desse livro realmente faz todo sentido!!! Gente, eu não via algo assim tão bom desde os livros da WARDen!!
As cenas de sexo são ultra descritas, com requintes de detalhes, fazendo você imaginar cada movimento e irremediavelmente molhar a calcinha! Huahahahahaha

Fora que os diálogos são totalmente estilo IAN: palavrão, sarcasmo, humor... Muito foda mesmo!!
"Hey, is the touchy-feely homo moment over? Because I'm wondering how Minion of Darkness One got to hit Minion of Darkness Two without his skull fracturing."
Tayla, Pleasure Unbound, Cap. 4

"Ei, o momento homossexual de carícias-sentimentais acabou? Porque eu estou aqui tentando entender como o Servo da Escuridão Um acertou o Servo da Escuridão Dois sem ter o crânio fraturado."
Tradução livre do Peixinho Prateado.

Ah, e como não poderia deixar de ser, isso tudo acontece me Nova Iorque. Hehehehe

E, resultado moral da historia?: LEIA A PRAGA DO LIVRO!!!!
Não sei se existe tradução ching-ling, mas deve existir, não é possível! Eu li em inglês mesmo e já encomendei em Mass Paperback todos os volumes da coleção. Gostei muito do fato de Larissa Ione ter feito uma coleção com um final, porque estou muito cansada dessas autoras que sugam o enredo até o fim pra gente ficar com a alma vendida pra sempre, comprando os volumes que vão saindo interminavelmente.

Antes de vocês pularem para os spoilers, gostaria de agradecer aqui a todas as meninas fofas do Skoob que tiveram boa vontade de responder às minhas perguntas sobre a série Demonica. Um beijo especial do Peixinho Prateado para Eliane, Tarin, Paula, Ree, Fabiana, Nate, Ana, Allana, Stefany, Suh, Ísis, Gabi, Vanessa, Regina, Dezza, Iara Kris e Thais Diniz, que me responderam com tanto carinho.
.
.
.
.
Agorãn... Quem quiser saber as revelações quentíssimas do livro, #sijoga nos spoilers!!


Spoliers!!!!:

Estou recomendando esse livro pra todo mundo que conheço e até agora não achei ninguém fora do Skoob que já tenha lido! Tô boba!
Esse livro realmente é muito bom, com todos os elementos que a gente preza como os mais importantes numa boa estória de romance sobrenatural: um universo sobrenatural bem estruturado, talento da escritora (geralmente os livros que eu leio são escritos por mulheres - nada contra os homens, veja bem), cenas de sexo bem descritas e fundamentadas, diálogos divertidos e inteligentes, personagens apaixonantes (já estou de quatro pelo Wraith!). Essa coleção merece e precisa ser uma daquelas de sucesso estelar, e que, a Virgem Escriba nos guarde, não seja comprada pela Universo dos Livros, com aquela política de suavizar todo romance quente que ela compra...


(crédito da imagem para Páginas Encadernadas)

O livro começa com o Dr. Eidolon recebendo no UGH (até Tayla faz uma piada sobre essa sigla! KKKKKKK Esse livro é muito phoda) uma Aegis ferida. 
Fica todo mundo muito puto por ter de tratar os seres mais desprezados por todas as raças de demônios que existem. Mas o hospital foi revestido com milhares de Encantos Celestes (Heaven Spells) que tanto obrigam que todo ser trazido para lá seja tratado com todos os esforços para que ele restabeleça sua saúde (inclusive quando aparece algum cachorro atropelado! Hehehe), tanto quanto impedem que haja qualquer tipo de violência entre os seres dentro daqueles muros. Só a intenção da violência faz com que a criatura sinta uma dor excruciante no crânio e fique incapacitada por um tempo.

O negócio pega fogo durante a convalescença de Tayla quando Wraith, que, assim como seus irmãos, é um demônio Seminus (um íncubus que tem o poder de manipular os seres e trazer sofrimento através do desejo sexual), manipula a mente da Aegis pra fazer ela se contorcer de tesão. Eidolon entra depois e fica taradão nela. A cena de sexo que se segue é de tirar o fôlego!!
Mas, de uma forma muito estranha, ela não consegue chegar ao clímax. O problemão é que TODA fêmea chega ao clímax com um Seminus. O que quer dizer que as suspeitas de Eidolon sobre ela ser metade demônio estão começando a ficar mais fortes.

Imagina o problemão: Tayla, treinada para odiar os demônios, sua mãe tendo sido assassinada por um, descobre que é em parte o que ela mais despreza. E mais, nunca tendo conseguido chegar ao orgasmo, sexualmente frustrada, sente que aquele demônio numa embalagem de luxo é quem consegue despertar esse lado dormente do seu corpo.

"I wonder what disgusts you more, the fact that I'm a demon, or the fact that when I touch you, it doesn't matter."
EidolonPleasure Unbound, Cap. 4

"Eu fico imaginando o que te deixa mais indignada, o fato de eu ser um demônio, ou o fato de que quando te toco, isso não faz diferença."
Tradução livre do Peixinho Prateado.

Tayla é uma rejeitada e encontrou nos Aegis a maneira de se integrar a alguma comunidade, mas o pior golpe é quando ela é traída pelos seus colegas, que a mandam em uma missão quase suicida para destruir o hospital em favor do "Bem Maior". As coisas ficam ainda mais cinzas no seu mundinho preto-ou-branco quando ela começa a enxergar alguns demônios de outra maneira. E quando descobre que seu lado demoníaco pode se revelar mais cedo do que ela pensa e mudar sua vida pra sempre. Ou ela aceita ajuda para integrar os dois DNAs: humano e demoníaco, ou ela pode morrer. Ou pior! Se tornar um demônio descontrolado.

Junto com isso vão se somando assassinatos e mutilações de demônios para a venda de seus órgãos no mercado negro. Cada vez mais as vítimas estão próximas.
Gemella Endri, uma mestiça de demônio e grande amiga de Eidolon se vê envolvida nisso quando é chantageada pelos Aegis a trabalhar com eles nas mutilações demoníacas, pois eles raptaram seus pais, demônios de forma humanoide que trabalham no mundo humano. Uma boa parte do livro é dedicada à Gem. Ela trabalha em um hospital humano, pois tem o dom de perceber doenças ligadas a demônios. Ela é descrita como gótica e um pouco desajustada. Mesmo com o carinho de seus pais há a menção de que ela é mestiça. E nessa altura eu me perguntava WTF?!? Mestiça, mas filha de dois demônios puros? Não entendi nada. E o pior e mais sinistro: ela tem um monte de fotos de Tayla escondidas.
Ah, esqueci de dizer que é apaixonada por um cara, Kynan, que, por um acaso é o líder da célula Aegis em NY. Mas isso ela não sabe.

Fenomenal a explicação que Eidolon dá para a Daemonica, um tipo de guia espiritual escrito, ou bíblia, sobre a origem dos demônios. Fenomenal como a Larissa traça um paralelo entre a gênesis de Deus e a do Satan, dizendo que há demônios que são agnósticos, outros que adoram a Deus e que só querem viver em paz e serem bonzinhos.

"'So... they don't worship Satan? They aren't walking hand in hand with the guy?'
'Some of us even doubt his existence. Just as there are humans who don't believe in God, there are demons who don't believe in the Lord of Darkness.'
'So you've never seen him?'
'Have you seen God?'"
Tayla e EidolonPleasure Unbound, Cap. 16

"- Então... eles [os demônios] não adoram Satan? Eles não estão andando de mãos dadas com o cara?
- Alguns de nós até duvidam da sua existência. Assim como há humanos que não acreditam em Deus, há demônios que não acreditam no Senhor das Trevas.
- Então você nunca o viu?
- Você viu Deus?"
Tradução livre do Peixinho Prateado.

Eu estava super ultra encucada com o que impedia Tayla de gozar. Finalmente o motivo se revelou: ela foi forçada a assistir enquanto sua mãe era estuprada por um demônio Soushredder (algo como "retalhador de almas") e viu quando sua mãe teve um orgasmo durante o ato. A tal cena se repetia em sua cabeça cada vez que ela tinha relações e isso fazia com que ela não conseguisse chegar lá nem mesmo com um demônio Seminus como o Eidolon. Cara, eu entendo que isso é chocante pra cacete, ver sua mãe numa situação como essa e tals, mas fiquei meio decepcionada com a explicação. Eu esperava que tivesse algo a ver com sua metade demoníaca e com que o demônio que faz parte dela podia fazer. 
Mas, afinal, Eidolon consegue resolver esse impasse, e essa foi outra parte fraca do livro, na minha opinião. Ele não fez nada diferente do que já fazia antes, simplesmente disse pra ela olhar pra ele e dizer o nome dele. Fala sério... Foi muito fácil. Eu achava que ela iria ter de beber seu sangue, ou ele o dela, ou algo mais macabro.

E cada vez mais a s'genesis (o processo que transforma os Seminus em demônios maduros) de Eidolon se aproxima. Depois de fazer o milagre de conseguir que a Tayla revirasse os olhinhos, o cara tem seu primeiro surto de mudança de forma. E qual forma que o esperto escolhe? Justamente um Soushredder, a criatura que mais apavora Tayla ever.
E por que o Soushredder estuprou a mães de Tayla na sua frente e foi a forma escolhida pelo acesso da s'genesis de Eidolon? Porque esse mesmo demônio é o pai de Tayla!

Mais revelações bombásticas: Gemella é irmã de Tayla, filha do mesmo Soushredder. E da mesma mãe.
Afinal, Gem é filha adotiva dos demônios que a criaram. Tem os mesmos olhos verdes da mãe de Tayla.

Eles descobrem que os Aegis não são os responsáveis pelas mutilações de demônios, não os chefes. Alguns Aegis estão trabalhando junto com demônios para conseguir vender os órgãos roubados no mercado negro. E... Gem descobre que seu objeto de desejo, Kynan, é o chefe inimigo.

Junta nessa sopa o fato de Tayla estar muito mais inclinada a acreditar que Eidolon tá afim de se vincular a ela para evitar se tornar um monstro do que porque a ama (ah, essas questões das heroínas... Sou só eu que quero esmagar a cabeça delas nessas horas?).

E o final é bombástico. A galera demoníaca do bem descobre o local para onde os demônios são levados pra serem cortados em pedacinhos, que é o mesmo lugar onde estão os pais de Gemella. É revelado que alguns Aegis estavam no esquema da venda de órgãos de demônios, inclusive Lori, a esposa de Kynan (a quem ele pega dando uns amassos no Aegis mais babaca de todos, Jagger). Os pais de Gem são libertados. A própria Tayla volta atrás e decide se vincular a Eidolon. Na batalha final, eles descobrem que Lori realmente acredita que Wraith é um dos líderes do conselho Aegis, e é quem deu a ordem para o tráfico de órgãos de demônios. E fica tudo muito confuso, porque Wraith parece não saber do que ela está falando.

E o final só vai ficando cada vez melhor!! Lori, Jagger, Kynan, Wraith... Cara, eu não esperava que o livro fosse conseguir terminar tão fodamente! E também não vou contar o desfecho de cada um deles, só pra provocar!! Huahahahahahahaha

Definitivamente uma surpresa agradável (aikomo eu tô blasè...).
Leiam o livro!!!! Leiam, leiam!

18 comentários:

  1. Putz Gabi, adoro como você faz suas resenhas, fico rindo feito uma louca em meu quarto... Tenho essa série no ching ling mesmo (meu inglês nem dá pra leitura instrumental, as editoras brasileiras ficam comendo mosca, então...) e com sua resenha pode ter certeza que será um dos próximos que vou ler, sou uma pervertida literária assumida, quanto mais quente e tendo seus detalhes sórdidos descritos minuciosamente melhor hahaha...

    ResponderExcluir
  2. q a VE nos ouça e ñ permita q a Universo compre os direitos dessa série!!!! xD

    ResponderExcluir
  3. OMG, Gabi, eu quero ler! Nesse momento tô lendo Lords of The Underworld (conforme a sua recomendação, btw), mas esse vai pra minha lista de espera! Rachei de rir com seu comentário sobre Dark Lover :)

    ResponderExcluir
  4. Ih! Meu nome!! haha
    mas é serio, quem não quer falar ou dar pitaco em qq um dos Seminus é doida, essa série é realmente mto boa, eu recomendo p todos q estejam carentes de livros sobrenaturais, eróticos e fodásticos! Adorei a resenha, mto boa!!!

    ResponderExcluir
  5. Sempre é um prazer dividir opinião sobre meu maior vício, os romances hots, com pessoas que como eu apreciam uma boa leitura. Série recomendada pra quem gosta de histórias sobrenaturais eróticas de excelente qualidade. Parabéns pela resenha Gaby, dei alta risadas. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Eu to loka pra ler agora eu axo q ja tinha ouvido fla dessa serie mas realmente nunca me interessei , mas dai xega em uma parte do Blog em q vc coloka os Spilers ai simmmmmmmm
    Tbm ja gostei logo de cara do Wraith (parece ser bem pervo msm )

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito de sua resenha! E, na minha opinião, o livro do Wraith é o melhor! Gosto do modo como Larissa coloca seus heróis e heroínas nas situaçãos mais "sem saída" e depois resolve tudo de uma forma tão certa! E continue com a série que vem muitas surpresas pela frente...

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Nossa, parece realmente interessante. Vou procurar uma dessas traduções clandestinas urgente.
    Agora me responde uma coisa, por que vc não resenhou o livro do John, Amante meu?
    Gosto demais das suas resenhas e senti falta dessa.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Mulher!!!!!!!!! que bom que vc achou esse livro, pq muita gente me recomendou a série Midnight Breed da Lara Adrian - e confesso que ela vai ficando boa aos poucos -, mas apesar de muito parecida com a IAN, a série é muito fraquinha ao construir o mundo dos guerreiros e tb para dar profundidade aos personagens, ou para explorar bem a história de cada lado de um casal durante seu livro correspondente, ou de introduzir novos personagens, para que você não se sinta estranha ao ler o próximo livro sobre o ponto de vista desse novo personagem, enfim, tudo que a WARDen faz de perfeito. Fiquei empolgada com a sua resenha e vou correndo ler! Brigadinha Gabi! :D

    ResponderExcluir
  10. Ahhh e volto pra ler a parte dos spilers assim que acabar de ler! Prometo! :P

    ResponderExcluir
  11. Louca desesperada pra ler!!!
    #comofas que não sei virgula de inglês?
    Vou catar tradução ou sugerir pelos grupos da vida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, não conta pra ninguém, mas eles já estão todos traduzidos na rede!! Huahahahahahaha

      Manda um emeio pra mim que eu te coloco na boa.

      Vc vai AMAR essa coleção!

      Beijocas!

      Gabs

      Excluir
  12. Eike eu quero muito demais!
    :o)~~~~~
    Posso mandar um emeio pro endereço do peixinho mesmo?

    ResponderExcluir
  13. Onde encontro os livros já em Português ???

    ResponderExcluir
  14. Oiiiii...por conta da sua indicação corri atrás dessa serie e estou amando, estou na metade de Desire Unchained...confesso que acho a história muito parecida com a Irmandade...por exemplo o Eidolon lembra muito o Wrath (lider nato, primeiro livro, sério, sexy, enfim...)e o Wrait lembra muito o Z (atormentado, problematico..).e o Shade tem tudo a ver com o Rhage (o lance da maldição e tals) mais fora isso o livro é MARA...uma história mto gostosa com muitas cenas HOT HOT HOT pars se banquetear...Quem quiser os livros em português é só me mandar um e-mail que eu envio meu e-mail é renata.jump@globo.com
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi gata!!!!

      Estou muito feliz em saber que não só você acreditou nas palavras de uma blogueira meio tantã, mas está gostando dos Demônios como eu!! :D
      Essa vibe da Irmandade é inegável. Eu também senti. Mas, cara, nós que somos absolutamente fissuradas pelos vampiros guerreiros mais gostosos da literatura não conseguimos resistir a essa comparação! Hehehehe

      Eu comecei o Desire Unchained á pouco, e está ficando difícil largar em função de outros livros que estão na frente... Af, ó dúvida cruel: o que ler?

      Beijocas, querida e muito obrigada pelo feedback!

      Excluir
  15. Gabi,como sempre a sua resenha ficou MARA,já consegui os e-book traduzidos,não vejo a hora de começar a ler.
    Amo as suas resenhas.

    ResponderExcluir
  16. Queria tanto um grupo no face pra essa autora! Os livros são maravilhosos, e querer comentar sobre a leitura é inevitável.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...