Queimada - House of Night: P. C. e Kristin Cast: O melhorzinho até agora.

Queridos Peixinhos!

Eu sei que vocês devem achar que eu sou louca. Louca e masoquista.
Pois é.

Sim. Eu respirei fundo e abri esse sétimo volume da coleção House of Night.
Vambora comigo pra ver o que eu encontrei dentro dele.

(crédito da imagem para Livros e Filmes? Eu sou fã!)
Logo assim depois que eu terminei de ler todos e cada um dos livros da Irmandade da Adaga Negra que haviam sido lançados até 2010 (ou seja, até o Lover Mine) fiquei sedenta por algo que preenchesse aquele vazio que os Irmãos deixam dentro da gente depois que a gente se apaixona por eles.

Vocês devem estar rindo da minha cara. Primeiro porque NADA preenche o vazio deixado em nossos corações apaixonados pelos Irmãos, a não ser os próprios Irmãos. Depois, cara, que tentativa patética de fazer isso lendo House of Night! Huahahahahaha Risível...

Mas eu era um Peixinho inocente e acreditei que os romances sobrenaturais estavam todos no mesmo nível. O que é o grande problema de começar por cima. Tem amiga minha que me disse que tinha pena de começar a ler a IAN porque sabia que ia se apaixonar e ficar lokona assim como eu.

Mas, meu rimão (é "rimão" mesmo) Thiago, esse lymdho, estava todo serelepe comprando livros em inglês, dando banho na rimã (eu lia pouco em inglês naquela época) e fez mó comercial de House of Night. Eu saí comprando todos os livros lançados e tals, cheia de expectativa... Uó, uó, uóoooo...

Li Marcada super rapidinho, esperando que alguma coisa acontecesse. Daí, meio perplecta pelo livro, parti pro Traída pra ver se a coisa desencantava e nada. Ainda perseverante, li Escolhida. Depois de Indomada eu me convenci que a série era muito chata mesmo e que eu teria de terminar de ler por pura força de vontade.

(crédito da imagem para
Acho Que Cresci)

1º Volume de HON
(crédito da imagem para
 House of Night)

2º Volume de HON

(crédito da imagem para
Page Reading)

3º Volume de HON
(crédito da imagem para
House of Night)

4º Volume de HON
Foi nesse espírito de força de () vontade que li Caçada, Tentada e agora, Queimada.

(crédito da imagem para
House of Night)

5º Volume de HON
(crédito da imagem para
House of Night)

6º Volume de HON

- Sobre a Série House of Night

Imagine uma realidade onde vampiros e humanos convivem. Eles não são exatamente amigáveis, há uma segregação entre povos de crenças e culturas diferentes, mas os humanos sabem da existência dos vampiros e vice-versa.

Nessa realidade, jovens quando atingem sua maturidade, lá pelos 16 anos (olha a delimitação do público alvo aqui. Eu deveria ter visto que, sendo uma velha de 30 anos, não iria gostar da série) pode ser que sejam marcados por um outro vampiro com um crescente azul bem na testa. Isso quer dizer que eles precisam se retirar para um escola especial para vampiros, porque, pelo bem, pela saúde e sobrevivência os novatos precisam estar próximos de vampiros adultos.

Você não sabe se será marcado ou não. Simplesmente um vampiro, especialmente treinado para encontrar outros futuros vampiros, aparece na sua escola, olha pra você e aponta pra sua cara. Daí aparece o crescente vazado azul e você está estigmatizado.

Sua família não gosta disso, seus amigos se afastam de você. Simplesmente você virou um pária social, que vai passar a viver sob regras diferentes de um povo diferente. Em um primeiro momento, bate o desespero, mas depois você sente como se nunca tivesse realmente se encaixado na sua pele e descobre que ser um vampiro era exatamente o que você era desde que nasceu.

O que eu narrei ali em cima acontece com todos os novatos. Os nossos novatos em questão, principalmente a personagem principal, Zoey Redbird, vão para a escola House of Night, em Tulsa, Oklahoma. E é lá que o negócio pega fogo.

Uma coisa interessante sobre a série em geral é que as autoras, apesar de não serem nem um pouco meu estilo de autor predileto, são bem simpáticas. Se vocês quiserem conhecer P. C. Cast e Kristin Cast melhor, entrem no blog da P. C.: PC's Blog.
E se quiserem o endereço do site oficial da série, é esse aqui: House of Night Series (em inglês, gallere...).


- Sobre o livro Queimada

(crédito da imagem para
House of Night)
Vamos supor que você já leu tudo sobre House of Night.
Seguindo minha linha de raciocínio, se você leu HON toda até aqui, deve me odiar muito, porque sabe que eu realmente acho HON um saco.

Mas, voltando, você leu tudo e caiu aqui de para-quedas, achando que iria ler mais uma resenha elogiosa, agora está terminando a leitura da resenha só pra me xoxar no final. Ok. Também é válido.
Quer ficar mais irado? Leia a resenha para Tentada que eu fiz aqui. Hehehehe

Nesse sétimo volume vamos acompanhar a saga dos amigos de Zoey para trazer ela de volta do mundo dos mortos. Sua alma se despedaçou quando ela usou a força do Espírito para atacar Kalona depois de ele matar Heath.

E, tenho de ser justa, esse livro não é tão chato e sacal como os outros. Achei muito mais interessante, mais bem escrito, diálogos muuuuuuito melhores.
E por que esse livro é melhor que os outros? Porque tem pouquíssima participação da enjoada da Zoey Redbird e da antipática da Afrodite.
Esse livro (e dá pra perceber lá na capa original - ali embaixo, ó) é principalmente sobre a Stevie Rae e o Rephaim, que são bem fofos e tudo. O que me deixou bem feliz. Vale a pena ler só por conta disso.


- Spoilers

Vamos aos spoilers, porque aposto que tem gente que já desanimou só de ler a introuduçãozinha ali em cima e nem quer dar uma chance para as 374 páginas desse livro.

Esse livro se destaca pelos pontos de vista (POVs). São muitos. Pontos de vista dentro dos pontos de vista. Todo mundo tem um ponto de vista nessa estória. Às vezes uma parte está sendo narrada, por exemplo, pelo Stark, então segue-se um destaque para o próximo ponto de vista que é do... Stark! WTF! Pra que o destaque, minha gente? Enfins...

Mas, temos que reconhecer e elogiar que a tradução da editora Novo Século parece ser bem fiel ao texto original. Com direito a palavrões e tudo! Dá até alegria ler um "porra" vindo da boca das adolescentes. Isso é muito mais plausível do que um "vai de ferrar" vindo da boca de um vampiro de 300 anos e 2 m de altura.

Até a página 100 nada acontece de relevante, já que todos continuam olhando para o corpo de Zoey, que está ali sem espírito e de Kalona, que está na mesma situação.

Neferet continua sendo totalmente do mal. Ela não só faz o que quer, como consegue enrolar todo o conselho de 7 vampiras altamente poderosas. Ninguém vê que ela está manipulando as forças das trevas, ninguém parece ter poder suficiente pra parar a vaca. Nem mesmo Kalona consegue superar o poder da ex-sacerdotisa, porque ela consegue subjugar até mesmo o imortal, pra que ele faça exatamente o que ela quer, ou então ela destrói seu espírito também.

E aquele diálogos que eu detesto? Claro que tem!
Estava Neferet no salão do Conselho com o corpo de Kalona, tentando convencer a todos que ela era lekaus e torcendo toda a verdade sobre o que tinha acontecido com Zoey, Heath e KalonaAfrodite, que é aceita como Profetisa de Nyx, tem o poder de perceber através do Espírito, quando algo está errado. Só não tem simpatia, inteligência, temperança...
Olha a conversa que ela tem com Stevie Rae ao invés de fazer alguma coisa útil:
"- Você precisa dar uma olhada no corpo dele usando seus super-poderes de Homem-Aranha do Mundo do Além.
- Você é muito caipira. Não existe Homem-Aranha. Ele é uma bobagem de um personagem de história em quadrinhos, fruto da imaginação - Afrodite rebateu.
- Na verdade são grafic novels, não revistas em quadrinhos. Não seja tão crítica. Não tenho tempo pra discutir com você sobre os benefícios das grafic novels para a imaginação das pessoas - Stevie Rae devolveu.
- Ah, por favor, pra mim o negócio é assim: se tem pena, bico me faz quá-quá, então é pato. Hello, se tem desenhos com palavras em balõezinhos, então é história em quadrinhos. São revistas em quadrinhos debilóides para nerds antissociais que não tomam banho, Ponto final." 
Stevie Rae e Afrodite, Queimada, Cap. 8, pág. 84.
E a maneira como as autoras tiram explicações da manga? Eis que surge, como se todos já tivesse ouvido falar disso, a estória do touro preto e do touro branco. O preto representando a Luz e o branco, as Trevas, sendo Trevas e Luz entidades que se opõem e se complementam.
Agora tem uma rainha guerreira de uma Morada da Noite na Escócia que é intitulada Sgiach. Só ela pode ajudar Stark a entrar no Mundo dos Mortos para salvar Zoey.

E a Afrodite deixando de contar quem é o touro bom e quem é o mal? Tadinha da Stevie Rae quando teve de lidar com aquele touro branco asqueroso!!

Mas o que mais me irrita é a Zoey sempre adolescente teimosa, que NUNCA faz a coisa certa. Fica de preguiça, sem chamar suas outras partes pra dentro, prendendo Heath naquele limbo com ela... Afff...

Enquanto Stevie Rae está ralando o fiofó nas ostras pra fazer tudo certo, curar Rephaim, trazê-lo para o lado do bem, aceitar seus sentimentos por ele, domar os novatos vermelhos do mal, crescer como Grande Sacerdotisa; a pentelha da Zoey está andando para lá e para cá no mundo do além, sem ouvir nada que ninguém fala, sendo chata e irritante como ela é desde o começo da série. Heath faz sacrifícios, Stark faz sacrifícios, todo mundo faz sacrifícios e ela fica que nem uma otária se recusando a fazer o que tem de ser feito. Afff.... DETESTO A ZOEY!!!!!

O pior é que tudo depende dessa idiota. Se ela não voltar, o mundo inteiro tá fudido.

Agora, como é de praxe, não vou contar o finalzinho. Mas posso garantir que fica muito, muito bom. (por mais que me doa admitir, já que eu amo odiar essa série! Hehehehehehe)

O final é muito bom!!
Tão bom que deu vontade de continuar lendo os outros dois livros que faltam. Mas, tenho que fazer a fila andar e vou partir para outra coleção agora.

Mas, Peixinhos, se vocês também estavam achando a série chata, esse livro dá uma melhorada tão sinistra que vale à pena o sacrifício de ler tudo até aqui!

2 comentários:

  1. Ahh! Eu gosto dessa série. Acho beeeem melhor que a série Crepúsculo. Mas com toda certeza IAN é beeeeeeeeeeeeeem melhor.

    ResponderExcluir
  2. "você leu tudo e caiu aqui de para- quedas, achando que iria ler mais uma resenha elogiosa, agora está terminando a leitura da resenha só pra me xoxar no final. Ok. Também é válido."
    Era exatamente isso que eu estava pensando em fazer ate ler esse trecho! kkkkkkkkkkkk e quer saber mais? Ainda fui além e cliquei no link pra ver a outra resenha!
    Enfim, apaixonei no seu jeito de escrever! HAHAHAHA :p
    Curti muito o blog
    Abraços! :)

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...