Amanhecer - Parte 2: Que jogue a primeira pedra quem não está louca pra ver esse filme!

Desde que eu li Crepúsculo pela primeira vez, muita água já passou debaixo da minha ponte.

Você aí está colocando a mão no peito, incrédulo, querido Peixinho?
Pois é, a Gabizinha aqui já leu Crepúsculo. Não só Crepúsculo como Lua nova, Eclipse e Amanhecer (li também aquele trecho que vazou de Midnight Sun, a versão do Edward sobre Crepúsculo, e que a Stephenie Meyer não terminou de escrever - para nosso pesar).

Não só li, como reli, me esbaldei, me lambuzei.
E digo mais, se não fosse por essa inocente coleção, o cenário literário focado na literatura de romances fantástico e sobrenaturais, que está aí hoje e que permite que a gente aqui no Brasil tenha acesso aos romances estrangeiros que a gente ama na versão brasileira Herbert Richards, não existiria.

Aposto que nem eu nem você estaríamos tão viciados em livros, provavelmente você que está aí lendo não estaria interessado em procurar um blog que falasse sobre livros, e certamente eu não teria me dado ao trabalho de escrever um blog sobre livros.

Portanto, por mais bobinha e inocente que a coleção Crepúsculo possa parecer agora em retrospecto, temos que reconhecer seu valor.

E, agora, dia 15 de novembro, será lançado no mundo inteiro o derradeiro filme sobre essa coleção, o aguardado Breaking Dawn!
Até no meu Kindle tá rolando a propaganda do filme!


É muito provável que, dada a quantidade de livros novos que eu ando lendo, eu jamais venha a fazer a resenha dos livros dessa coleção aqui no Peixinho, mas acho que está mais do que na hora de falar um pouquinho sobre minha relação com eles.

Tá, eu sempre amei ler, mas minha maré de leitura estava baixa depois que tinha lido e relido todos os livros do J. R. R. Tolkkien e a coleção inteira do Harry Potter. Eu estava satisfeita e focada em outras coisas.
Então minha amiga fez uma tattoo fenomenal de umas caveirinhas que estão na capa brasileira de um livro de RPG chamado O Livro de Nod.

(crédito da imagem para Devir Livraria)
Eu pedi emprestado para ler, porque é o livro de referência para o jogo Vampiro: A Máscara. E, apesar de nunca ter jogado RPG, e de não fazer nenhuma ideia de como se joga, gostei do livrinho.

Isso me inspirou a escrever um conto que se passava numa universidade (eu estava no fim da universidade na época e não tem jeito, todo autor termina colocando um pouco dele mesmo em cada livro que escreve). Daí um cara lindo, maravilhoso e misterioso salva uma garota besta e sem-graça de uma situação de perigo. A garota fica completamente obcecada, e o cara, apesar de não querer, termina ficando apaixonado por ela. E, no final ele é um vampiro, que pode ouvir pensamentos, tem poderes sobrenaturais e está disposto a se sacrificar para que a garota seja feliz.

Pois é, né... A mesma estória! Huahahahahaha

Quando eu descobri o livro Crepúsculo, em 2008, o filme já tinha sido lançado (vi muuuuuitas vezes na versão piratex HD) e fui correndo comprar o livro. Cada página que passava via que era exatamente a estória que eu tinha escrito há um tempo, porém um pouco mais vanilla, porque é ruim que numa estória que eu escreva os personagens principais, cheios de tesão, vão ficar só no beijinho e aperto de mão! Hehehe

Eu acompanhei o lançamento de todos os filmes desde então, babando pelo Jacob muito mais do que pelo Edward, não tenha dúvida. Acompanhei também o lançamento dos outros livros, que comprei pelos olhos da cara de tão caros, pra agora a coleção inteira custar mais barato do que eu paguei eu um só volume.

(crédito da imagem para Leitura e Utilidades)
Hoje não sei se leria os livros novamente, mas tenho muito carinho por eles.
Como eu disse ali em cima, depois de terminar a coleção ficou aquele gostinho de "quero mais disso!", e eu fui procurar por outras coleções que preenchessem o vazio depois que a estória de Edward Cullen e Bella Swan terminou.

Confesso que procurei mesmo por algum coisa que não tivesse o rame-rame sem sexo dos livros da Sephenie Meyer. E de tanto procurar, terminei achando a minha coleção preferida do universo, que eu nem precisaria dizer qual é, mas vou dizer assim mesmo, a Irmandade da Adaga Negra.

Impressões rapidinhas sobre os livros:
Não vou ter a cara de pau de chamar de resenha, mas vou colocar aqui as coisas que mais ficaram desses livros, já que faz bastante tempo que eu li pela ultima vez. Ou seja, o que ficou foi realmente marcante.

  • Crepúsculo (Twillight, 2005)
(crédito da imagem para
 Café com Magia)
Li numa tacada só de tão inesperado e viciante que achei o livro.
Na verdade já tinha ficado taradinha pelo filme, apesar de nunca ter achado o Robert Pattinson assim esse chocolate suíço todo. O ruim de ver o filme antes de ler o livro foi que eu só consigo visualizar os personagens de acordo com os atores. Pra mim a Bella deveria ser ainda mais sem graça do que a Kristen Stewart já é. Hehehehehe
Todas as vezes que li, achei o livro quase impossível de largar, até porque eu mesma me identificava com a estória, mas fiquei incomodada com o comportamento dos vampiros, porque sempre pensei neles de forma mais sensual, não tão contidos.
Apesar de que, ficar ansiando pelos poucos momentos mais morninhos, prendeu os leitores até o fim da saga.

  • Lua nova (New Moon, 2006)
(crédito da imagem para
 Análises Literárias)
Esse livro é bem mais lento que o anterior e a Bella muito mais chata do que antes.
Se eu já achava ela um entojo, esse rompante de nostalgia e apatia me fez ter ainda mais má vontade com ela.
A parte boa é que Jacob tem um grande destaque. E qualquer ser humano esqueceria aquela lagartixa desbotada do Edward em segundos. Então isso foi uma coisa que me irritou, porque não concordo com a escolha da protagonista, apesar de sempre ter estado claro que Bella terminaria infalivelmente com Edward.
Esse negócio do suicídio vampiro foi muito "Romeu e Julieta" pra minha conta, mas serviu bem para introduzir a aristocracia vampira.
No fim eu gostei do livro, mas esperava me surpreender com o final, o que não aconteceu.

  • Eclipse (Eclipse, 2007)
(crédito da imagem para
 Luz, Câmera. Ação e Corta)
Depois daquele ritmo lento de Lua Nova, Eclipse é muito mais agitado e cheio de emoção. 
Por conta daquela sem-sal da Bella, Edward e Jacob unem forças para lutar contra uma inimiga mortal que está juntado um exército com o simples objetivo de acabar com Bella.
Nisso todo mundo fica amiguinho, tanto as tchurma dos Cullen quanto os lobisomens Quileutes.
Esse livro é bem legal, mas o destaque vai para o beijo perfeito entre Bella de Jacob e a vaia vai para o corno manso do Edward, que acha tudo completamente compreensível e que entende numa nice que sua mulher também esteja apaixonada por outro cara. Afff....

  • Amanhecer (Breaking Dawn, 2008)
(crédito da imagem para
 Coisa Útil)
Nuoooossa, esse livro foi um sacrifício pra ler. Ô estorinha difícil de engolir.
Apesar de que a primeira parte do livro, com o casamento, a lua de mel e tals, ter um lance muito importante: aquele dos vampiros serem súcubus.
Isso explica e justifica o suspense sobre o lance da virgindade dos dois que se manteve intacta até aqui.
A segunda parte, com o tal confronto, é que foi dureza. Primeiro que o confronto ficou na lenga-lenga e no final nada aconteceu. Os dois lados só ficaram olhando um pra cara do outro até todo mundo desistir e cada um ir pro seu lado.
A pior de todas as partes foi o imprint do Jacob (Não! Para tudo!! O nome da filhinha do casal - Renesme - foi a parada mais absurdamente brega e escrota do livro todo...). Isso foi tão, mas tão weird! Tipo, o cara está apaixonado por uma criança e vai esperar até ela ter uma certa idade (qual idade, genti? As meninas hoje estão dando com 12 anos, ora bolas) pra passar o pepino em alguém que ele viu na barriga da mãe?!?!?!?!?!
Foi duro engolir, viu...

  • Midnight Sun (nunca foi lançado)
Eu estava gostando bastante da versão de Crepúsculo sob o ponto de vista do Edward.
Midnight Sun é um rascunho com 12 capítulos. Dizem por aí que a própria Stephenie Meyer vazou esse livro como jogada de marketing. Mas a verdade é que esse livro nunca viu a luz do Sol (vampiros... hehehehe).
Li em algum lugar que ela falou que tinha ficado imensamente chateada que alguém da produção tivesse vazado o rascunho e por isso ela não iria mais escrever, pronto #beicinho.

Com todos os altos e baixos, com a Stephenie não sendo minha autora predileta nem se destacando pela qualidade impecável da sua narrativa ou ritmo, ainda assim a coleção Crepúsculo é mandatória na prateleira de qualquer viciado ou viciada em literatura fantástica.

É inegavelmente um marco da cultura pop e tem seu valor, goste a gente ou não de admitir.

Então, gallere, certeza de que eu vou arrastar um emburrado hellren para o cinema para assistir ao desfecho da saga (não na semana do dia 15 porque vai ser impossível lutar com a horda adolescente tanto do Team Edward quanto do Team Jacob! Hehehehehe).

9 comentários:

  1. Hey!

    Oh, um post sobre Twilight aqui - e coincidentemente, olha o estado das minhas unhas hoje.

    Realmente, certas coisas são meio "ah, por favor..." mas depois de ler outras séries, não dá nem pra descrever o quanto enrolação irrita.

    E, compartilhei uma foto de como tão minhas unhas.

    Dica: série com vamps voltada pra jovens: Vampire Academy, e não se fala mais nisso.

    Bom, queria mais deixar aquele "Oi" mesmo aqui, já que de vez em nunca que eu comento.

    Esse blog é incrível; gosto demais das tuas resenhas!

    kisses!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc leu o livro de nod e não acha que o filme amanhecer parte 2 muita semelhança com o livro (principalmente no que se refere ao clã dos Ventrue???

      Excluir
    2. Vc leu o livro de nod e não notou nemhuma semelhança entre ele eo filme amnanhercer parte 2??????

      Excluir
  2. Sabe que comecei a ler por conta desses livros!! Hoje tenho 32 anos... e comecei a ler em novembro de 2009, por conta de uma amiga que estava super louca com o lançamento do filme Lua Nova e falou que eu tinha que ler os livros pa tinha gostado do filme!! Bem... comecei... ela me emprestou os 2 primeiros, e fiquei louca pq não tinha como pegar com ela os outros 2! acabei comprando os 4, em seguida comprei a hospedeira, que por sinal, acho MUITO bom! Tirando as primeiras 100 páginas que são um saco! Mas como sempre faltava alguma coisa na história... afinal de contas eu tinha 29 e não podia ficar lendo YA pra sempre... pra encurtar a história, hoje conto com 187 livros lidos (desde nov 2009) sem contar com as 2 vezes que li a saga e a hospedeira! Tb li a breve 2ª vida de bree e o guia oficial tb!! Sem falar em midnigh sun! Depois de muito YA me apresentaram a irmandade e minha vida mudou completamente! Basta olhr o meu skoob para ver que minha leitura mudou completamente!!
    Basta de falar (escrever).. já já tô contando minha vida toda!!
    Mas obrigada Stephenie por me introduzir na leitura!
    bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Gaby, comecei a retomar o gosto pela leitura com a saga Crepúsculo e tenho um carinho especial por ela, porque foi através de Crepúsculo que fui em busca de outros livros vampirescos, entrei na livraria Saraiva e fui procurar algo do gênero e encontrei o Amante Sombrio,a paixão foi fulminante, desde então sou fã incondicional da IAN e da nossa diva J. R. Ward.

    ResponderExcluir
  4. Gabi, eu quase não comento, mais sempre olho o blog, sou exatamente igual, voltei a me apaixonar pela leitura por conta de Crepúsculo,ctbm sou team jacob :) que lobo é aquele, rssrsr depois deles já li tantos livros que nem consigo lembrar, fora as amizades maravilhosas que fiz na net , e na minha vida real!
    Adorei ver algo assim aki no blog, por que muitos tem vergonha de dizer que leu Crepusculo.... eu estou no cine no dia 15.

    ResponderExcluir
  5. Gabi, querida! Post maravilhoso, como sempre. Comigo aconteceu exatamente a mesma coisa. A saga Crepúsculo foi o que me despertou para esse mundo maravilhoso dos Vampiros. E foi durante meu luto pelo término da série que descobri A Irmandade. Vejo muita gente criticando esses livros, mas é exatamente como você falou: sem eles provavelmente não estaríamos aqui hoje.

    ResponderExcluir
  6. Ahuhauhaua! Essa imagem apareceu no meu kindle tb! No dia seguinte foi o Taylor, né? Delíciaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi!
      E ontem foi o Robert o dia inteiro! Será q hj vai ser aquela sem sal da Kristin?

      Bjus, amore!!!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...