Por que eu defendo "Amante Renascido"

Confesso que antes de fazer qualquer ponderação sobre a pertinência do primeiro título, já fui perdendo minha temperança e gritando como uma louca aos quatro ventos sobre a minha insatisfação com o nome previamente escolhido para a versão do Lover Reborn, o famigerado "Amante RenascidA".

Mandei um e-mail gigante para a Universo dos Livros, instiguei todo mundo que conhecia a reclamar e no final, todas as fãs insatisfeitas juntas, conseguimos uma coisa fenomenal, que foi convencer a editora, bem contra a sua vontade, a mudar o título.

Ok, ok...
A arte da capa também estava muito fuleira, com aquela No'One das Arábias na frente de um Tohrment feio igual a um acidente de trem, feio igual bater na mãe, feio igual ao cão chupando manga.

Por isso, com meus grandes só que não conhecimentos em Photoshop, deixei minha imaginação fluir e fiz uma capa alternativa, de fãs pra fãs.
Sei que poderia ter ficado melhor. Eu poderia ter colocado um cara de peito de fora, deveria ter colocado uma mecha branca na frente, mas só isso deu um trabalho da porra. E eu confesso que fiquei bem satisfeitinha comigo mesma.

Portanto, segue a capa de Amante Renascido do Peixinho Prateado!



Esse fofolucho ali é o Henry Cavill, que vai fazer o Superman na próxima versão cinematográfica (aliás, já não era pra esse filme ter sido lançado?). Preferi tons mais puxados para o amarelo e marrom, pois a capa original é amarela e dourada, mas fiz questão de manter os olhos azuis, coisa que não aconteceu com a capa final (vai terminar ficando a tal capa do cão chupando manga).

Como eu disse, é claro que sempre vai ter alguém dizendo que deveria ter ficado diferente, mas foi só uma brincadeira. Garanto que se fosse minha a decisão, eu iria preferir que a versão do Brasil fosse o mais próxima possível da original.

Agora, mudando completamente de assunto.
A Juliana, nos comentários de post Para o mundo que eu quero descer colocou algo que me deixou com a pulga atrás da orelha:
"[...] a parte do renascido se refere à Autumn."

Geralmente quando alguém se manifesta dessa maneira, a pessoa está com a razão.
Então eu fui pesquisar, e olha só o que eu descobri:
"To be named was to be claimed, and it made her feel... reborn."
Autumn, Lover Reborn, Cap. 46, pág. 370.

"Ser nomeada é ser revindicada, e isso a fez se sentir... renascida."
Tradução do Peixinho.


Isso acontece na cena em que Tohrment dá um novo nome para No'One, e passa a chamá-la de Autumn.
E também acontece naquela cena onde Lassiter se dá conta de que ela estava vivendo no seu In Between particular:
"And as for Autumn? Well, with any luck, she’d allow herself to love a male of worth—and in turn be loved back—so after all these years of her suffering, she could finally begin to live again; she would be reborn, resurrected, come back from the dead."
LassiterLover Reborn, Cap. 71, pág. 546.

"E a Autumn? Bem, com alguma sorte, ela vai se permitir amar um macho de valor - e ser amada de volta - então, depois de todos esses anos de sofrimento, ela poderá finalmente começar a viver novamente; ela poderá renascer, ressurgir, voltar dos mortos."
Tradução do Peixinho.


Então tá, a palavra "reborn", que pode ser usada para os dois gêneros, foi usada se referindo à Autumn.
Por que mesmo assim eu continuo defendendo que o título do livro é AMANTE RENASCIDO?

Vamos voltar a outros volumes da série A Irmandade de Adaga Negra:

  • Dark Lover - Amante Sombrio:
(crédito da imagem para
Bookish Temptations)
Primeiro, temos que lembrar que os adjetivos em inglês são comuns de dois gêneros: eles não flexionam no feminino ou masculino. Portanto, depende dos tradutores julgarem se o adjetivo vai ser traduzido no feminino ou masculino.

Não há dúvida que o primeiro livro da Irmandade da Adaga Negra é sobre Wrath, o Rei da Raça Vampira.
A nossa versão escolheu traduzir como "Amante SombriO", no masculino. 
Mas ele é o amante de quem? Da Beth. Porém o livro NÃO é sobre a Beth, é sobre o Wrath.

A editora achou super lógico que o título fosse Amante Sombrio.
E todo mundo ficou feliz.

  • Lover Eternal - Amante Eterno:
(crédito da imagem para
Fangs for Fantasy)
Segundo volume da Irmandade da Adaga Negra e nos deparamos com o muito amado Rhage. Não só nos deparamos, como o livro é dele.

Nesse livro ele conhece Mary, que tem um câncer e vai morrer, mas no final, como tudo acaba em arco-íris e unicórnios e borboletas, ela é livrada da sua doença e vai poder viver ETERNAMENTE com seu amado Rhage.

Nesse caso, quem é a amante eterna? É a Mary, que vai ficar o resto da sua existência, vivendo indefinidamente enquanto o Rhage viver.

Mas o livro é da Mary? Não, o livro é do Rhage.
Mais uma vez a editora achou coerente que o título fosse Amante Eterno, no masculino.
E, novamente, todo mundo ficou contente.

  • Lover Enshrined - Amante Consagrado:
(crédito da imagem para
Talk Supe)
Vou dar um salto aqui direto para o sexto volume da Irmandade da Adaga Negra, que fala sobre as agruras, reviravoltas, altos e baixos, amores e ódios, vícios e virtudes do meu muito amado e maravilhoso Phury.

Esse livro é um caso para os psicólogos de plantão.
Aqui, ele, se autoflagelando novamente e se colocando como o Primale da Raça, precisa deflorar uma virgem CONSAGRADA a ele, a Cormia.

Opa! A Cormia foi consagrada como representante das Escolhidas. Então ela é "consagrada".
Mas, o livro é sobre a Cormia? Na-na-ni-na-não. É sobre o Phury.
E se o livro é sobre o Phury...

A editora brasileira escolheu o nome Amante Consagrado, mais uma vez no masculino, porque o livro era do Phury.
Mais uma vez, todo mundo feliz.

  • Lover Mine - Amante Meu:
(crédito da imagem para
Wicked Little Pixie)
Outro pulo, para o oitavo volume da Irmandade da Adaga Negra. Esse livro fala sobre John Matthew recuperando e conquistando de alguma maneira seu amor, a guerreira Xhex.
Ele luta ferozmente para que a Xhex seja dele, e não do Lash, que a quer de toda maneira.

E o livro é sobre John Matthew, inclusive, tem até ele na sua vida passada como Darius, e a amante dele é a Xhex.
Donde concluímos que o "mine" do título se refere à Xhex, uma fêmea, e não ao John, um macho. Portanto é "minha", pois é a Xhex que pertence ao John.

E o livro é da Xhex? Não, é do John Matthew.
A capa original tem o que em primeiro plano? O peito musculoso de um macho, sem sombra de dúvida.
E como foi que a editora brasileira escolheu o título? Amante Meu, e não "amante minha".
Pra nós, fãs, completamente coerente.


Usei esses exemplos para perguntar: Por que cargas d'água a editora resolveu mudar de estratégia agora na escolha do nome do livro do Tohrment?
Mesmo sendo a Autumn a renascida, pela lógica já adotada anteriormente, como o livro é dele, o título deveria ser no masculino e ponto final.

E voltando à capa original do Lover Reborn, não há dúvidas! É um cara (com lindo olhos azuis que foram ignorados na capa final brasileira) tomando a capa toda, portanto o livro é sobre um macho!!!!

Encerro aqui meu arrazoado continuando afirmando que no meu entender, independente do fato da Autumn ser a "renascida", o título correto foi o que a editora Universo dos Livros modificou, ouvindo o clamor dos fãs: Amante Renascido.

E tenho dito, seu juíz!

8 comentários:

  1. Relaixa mór, Gabi-linda! O livro FALA do renascimento dos dois, mas a Warden já cansou de falar que o livro é dele, é dos irmãos, nunca das Shellans... Ela pode ter renascido TB, mas digamos que o renascimento principal é dele. Não tem como fugir disso.

    ResponderExcluir
  2. Gabi concordo totalmente contigo.
    Realmente Reborn serve pra ambos os sexos (maldito inglês), porém a saga é dos irmãos, da Irmandade e não das shellans, escolhidas e muito menos da Zé'Ninguém. Outra coisa que me incomodou foi essa capa. A princípio deixei pra lá porque o título era o de mais "errado", porém hoje, depois do alvoroço todo da capa, analisando bem de perto fui percebendo os erros e as diferenças das outras...
    Queria muito que UdL abrisse uma votação p/escolha das capas. Acho que seria mais justo com nós, fãs!

    ResponderExcluir
  3. Concordo com a Lori em dizer que tb fala de renascimento para ele, não apenas dela. E continuo concordando com vc quanto ao título.

    ResponderExcluir
  4. Rindo muito desse post. Você é hilária!!!!!
    Ah!!!! Eu concondo com você.

    ResponderExcluir
  5. Gente, sempre pensei que apesar dee sem duvida alguma a Autumn tambem ter renascido nesse livro (ficou no masculino hehehehe), o título se referia ao Thor pelo fato de que ele praticamente morreu junto da Welsie, ele podia estar respirando e seu coração batendo, mas ele nao mais vivia. Todo mundo sabe disso e todo mundo que leu a série acompanhou o quanto ele sofreu com a morte de sua shelan, por isso nada mais justo que o RenascidO do título do livro se referir ao Thor e fora que a Ward desde que lançou o livro cansou de dizer que se referia ao Thor, quer exemplo maior que a capa original? é o Thor em destaque, aliás tem apenas o Thor na capa. A UDL errou feio, mas dos males o menor, porque o título com o genero feminino desvirtuava como muito bem explicou a Gabby uma sequencia de livros da série, com exceção do livro da irmã do Vicios que eu me deu um branco agora e esqueci o nome kkkkkkk grande fã, eu sou, mas nesse caso o livro era dela e não de um dos irmãos.

    ResponderExcluir
  6. Ah e esqueci de dizer: muito bem argumentado!

    ResponderExcluir
  7. COMO SEMPRE VC ARRASOU NO POST.......#ADOREITUDO

    ResponderExcluir
  8. Quero ver como vai ser com o próximo vão querer que o Saxton e Blay estejam no meio?!E olho que eu acho que as capas brasileiras são melhores que algumas originais.Essa história do Titulo também reclamei.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...