Shattered Glass - Dani Alexander: Nova paixão!!

Belo dia, fui comprar o Stick & Stones da Madeleine Urban e Abigail Roux - segundo volume depois de Cut & Run, cuja resenha eu estou devendo (junto com mais trocentas outras... aff... eu sou uma vergonha como blogueira de literatura), e saltou aos olhos dentre os recomendados no mesmo estilo esse livrinho aqui: Shattered Glass de Dani Alexander.


(crédito da imagem para M/M Romance Novels by Dani Alexander)

Tava super bem recomendado e comentado pelos outros leitores, mas o que realmente selou a minha compra foi que um dos protagonistas é ruivo! Huahahaha
Não consigo resistir a uma cabeça vermelha...

Nem demorei muito para pegar nele, apesar de que a resenha não é tão atrativa assim e a capa é essa coisa horrorosa aí em cima. E, pipow, eu julgo o livro pela capa - sempre. As editoras tem de dar mais atenção a isso! Capa feia espanta o leitor!!
Enfins...

- Sobre o autor:
Dani Alexander é um fofo!!!! Basta ler sua autodescrição no seu site, o Slashfiction.org (em inglês) pra se apaixonar por ele.
Ele escreve desde garoto. Começou com uma fanfiction hot entre ele e seu ídolo da época, que eu acredito que deva ser Dave Gahan, do Depeche Mode (tiorias...)

Esse aqui em cima é o Dave Gahan do Depeche Mode
(crédito da imagem para The Diary Project)
Ele é gay cheio de orgulho, atuante entre os grupos de defesa dos direitos dos gays e por isso mesmo, se sente bem à vontade para escrever e publicar ele mesmo suas estórias.
Isso porque, apesar de ser membro da editora Less Than Three e de comprar na Amazon mais livros da Dreamspinner Press e da Samhain do que deveria, ele quis ter controle sobre seus prazos, suas estórias e suas capas.

E, mais do que isso, olha como ele é absurdamente gracinha!
Deixei um recado pra ele na sua página e ele respondeu lindinho! Paxonei completamenteeeeeee!!!
Adivinha qual autor entrou para o pódio no meu coração?



Disponível em Slashfiction.org

Tradução do Peixinho proceis:
Eu escrevi:
"Bem, meu querido, a resposta é definitivamente sim!
Acho que você jamais imaginaria (enquanto estava escrevendo Shattered Glass) que suas palavras atravessariam o continente e encontrariam leitores e fãs aqui, no Brasil.
Acabei de terminar SG sorrindo e - quase, porque eu sou uma garota durona - chorando. E eu estou apaixonada por Austin e Peter, e amar a eles é amar você, a essência dos dois.
Aplaudindo, me curvando e muito satisfeita, gostaria que você soubesse o quanto você é fantástico!
Parabéns por esta conquista de uma nova e apaixonada fã sua.
Milhões de beijos brasileiros!"

Daí o Dani respondeu, aquele lindo!
"=D Beijos brasileiros são os melhores! Muito obrigada Gabriela (ohh, eu amo seu nome, por falar nisso). Suas palavras gentis vão me fazer continuar sorrindo a noite toda. Minhas bochechas vão ficar doendo! é tão bacana ouvir de alguém que eles se ligaram de forma tão forte aos meus personagens como eu me liguei.
Realmente fiquei muito feliz com o apoio e amor!
Meus melhores votos para você e sua família. Boas festas =)"
Tem como não amar esse cara?
Oooowwwnnn....


- Sobre o Livro:
Sem dúvida entendo o quanto a opinião de outras pessoas é fator preponderante na hora da gente escolher e comprar nossos livros amados. Como eu disse, não curti a capa. Achei confusa, mal diagramada, dando um aspecto barato ao livro. Esse livro merecia a capa mais bacana do mundo!! Uma arte fenomenal e de vanguarda como foi o texto. Mas o Dani está começando e já com o pé na porta, com um livro de estreia tão, mas tão divertido! A gente perdoa essa escolha, né?

Tô falando tanto do livro, mas ainda não disse sobre o que se trata exatamente. Então vamos lá:
O alerta de preconceito contra livro ruim começou a soar quando percebi que o livro era narrado em primeira pessoa: pois é a gente não consegue superar Crepúsculo, não tem jeito!
E como foi bom estar enganada!!!!!

O detetive Austin Glass está na força policial do Colorado. Ele é um cara vindo de uma família super influente, conservadora e desestruturada. E ele é rico.
Então você pode começar a se perguntar porque um cara rico está trabalhando como detetive. Bem, isso vem junto com a personalidade contestadora e implicante, ácida e sarcástica, cheia de piadinhas e egoísta: um cara que a gente odeia amar e ama odiar.
E ele é um inconstante, avesso a compromissos, apesar de estar de casamento marcado com sua noiva Angelica, uma advogada muito foda. Não dá pra não gostar da Angelica, ela é simplesmente foda em tudo o que faz. Forte pra caramba, mas mulher. Uma mulher que a gente consegue se enxergar no seu lugar.
Austin tem o objetivo de ir para o FBI, e para isso é essencial que ele tenha uma ficha como detetive que impressione na avaliação de sua candidatura. E agora Austin está envolvido na investigação do caso que pode ser o passaporte definitivo para sua entrada no Bureau.
E tudo daria muito certo se ele não tivesse conhecido um ruivo usando pantufas de coelhinho que trabalhava numa lanchonete recolhendo os pratos das mesas.

(crédito da imagem para Goodreads)

"Model beautiful, with thick red hair and millions of freckles, the man was incongruous to the setting as those endearing slippers."
Austin Glass, Shattered Glass, Cap. 1

Tradução do Peixinho:
"Beleza de modelo, com um cabelo vermelho e grosso e milhões de sardas, o homem era incompatível com o cenário daquelas pantufas cativantes."

Vocês leram "ruivo" ali né.
Ou seja, na primeira página eu já estava irremediavelmente cativada pelo livro. Huahahahaha

Peter é o ruivo que vira o mundo de Austin de cabeça pra baixo. E Peter é muito, muito, muito complexo como personagem e completamente apaixonante. Na verdade os outros personagens também são muito bem construídos. 
Quer saber? #SIJOGUEM!!!

Mas mesmo assim a estória poderia ser completamente previsível, os personagens rasos e mal explorados e o ritmo lento, tipo aqueles livros que só deslancham nas últimas 50 páginas (vocês sabem exatamente do que eu estou falando, né genti...).
Daí vem o Dani Alexander e pá na sua cara, porque ele arrasa com um livro divertidíssimo de ler!!!!
É uma delícia a maneira como o Austin lida com o súbito (que nem é tão súbito assim) desejo por outro homem e por suas pantufas de coelhinho. Você rola de rir com os diálogos internos de Austin antes de tomar suas decisões ou falar alguma coisa.

Coisas que eu amei completamente:
  • A melhor diagramação em um livro versão Kindle que eu jamais, ever-ever, já li. Os parágrafos são separados por espaço, o que diminui a confusão na hora de ler as letras menores;
  • O nome do livro é praticamente intraduzível, já que é um trocadilho entre o nome do personagem principal - Austin Glass, e sua condição - Shattered, ou quebrado. Ou seja, na tradução literal é "Vidro Quebrado", mas aí não faria nenhum sentido.
  • Cada cena de cada capítulo tem um título, o que eu já achei muito foda, mas sobretudo, os títulos são engraçadíssimos! Coisas tipo: "Not a Cock Sucking fixation" (Não é uma Fixação em Chupar Rolas); "Douchebag of the Year Award" (Prêmio de Babaca do Ano); "Oh, Shit. Oh, Shit. Have I Mentioned: Oh, Shit!?" (Ah, Merda. Ah, Merda. Já falei: Ah, Merda!?); "Jealousy, Thy Name is Austin" (Inveja, Vosso Nome é Austin);
  • A narrativa é fenomenal. Acho que eu já disse isso um monte de vezes, mas o livro voa e você nem percebe. É daqueles que você tem pena de largar, que quer levar pra todo lado.
  • Tem um milhão de reviravoltas de deixar você com o queixo no chão! É tipo um livro do Dan Brown só que com muitas cenas M/M.
Outros pontos bem bacanas: o livro é super sensual, envolvente e excitante, com muitas cenas hot, mas elas não são gráficas e explícitas, muito menos gratuitas. É uma excelente pedida para aquelas que, como eu, estão se preparando para Lover at Last (vocês não estavam estranhando eu ainda não ter falado nada sobre Blay e Qhuinn nessa resenha? Huahahaha), mas que, - diferente de mim - estão receosas em não gostar das cenas de sexo entre os dois caras.
Vocês vão comprar completamente as cenas entre Austin e Peter. E vão amar o Peter em toda a sua gostosura ruiva e cheia de sardas.
Também é legal destacar que, diferente de outros livros, o resumo existente na Amazon é completamente pertinente e fiel ao livro, sem entregar nada. Ah, e pessoas do ingreis, esse livro custa ridículos U$ 2,99! Por menos de R$ 6,00 você pode ler esse livro bacanérrimo e ainda estimular o autor e prestigiar as obras originais.

Não vou dar mais spoilers do que já dei aqui, porque quero atiçar você para que queiram muito ler esse livro. Mas, tem uns trechos que eu TENHO de postar pra vocês!

"I honestly had no idea why I was there, or why I couldn't keep my mind off him. Him. I even had to keep reminding myself it was a him. Not a her. No breasts. And, I guess, no vagina. Definitely a him. And my fantasies were filing with images of his mouth on naked things of mine."
Austin GlassShattered Glass, Cap. 1

Tradução do Peixinho:
"Eu honestamente não tenho ideia de por que eu estava ali, ou por que não conseguia afastar minha mente dele. Ele. Eu tinha até mesmo que ficar relembrando a mim mesmo que era ele. Não ela. Sem peitos. E, eu espero, sem vagina. Definitivamente ele. E minhas fantasias estavam sendo preenchidas de imagens da sua boca em coisas minhas peladas."

 " 'They are not gay,' I argued.
'Yeah? You better tell them to stop sleeping together, then.' "
Austin Glass e DaveShattered Glass, Cap. 1

Tradução do Peixinho:
"-Eles não são gays. - eu retruquei.
- É? É melhor você mandar eles pararem de dormir juntos, então."
 " 'Your daughter is gay? Where are all these gay people coming from? Gay friends. Gay daughter of friends. Gay sisters-in-law. Gay suspects. I ask one guy for a kiss and suddenly I'm living in Ancient Greece.' "
Austin Glass e DaveShattered Glass, Cap. 3

Tradução do Peixinho:
"- Sua filha é gay? De onde estão vindo essas pessoas gays? Amigos gays. Filhas gays de amigos. Cunhadas gays. Suspeitos gays. Eu peço um beijo pra um cara e, de repente, estou vivendo na Grécia Antiga."

Aproveitando, depois que lerem, vão lá dar uma mimadinha no Dani Alexander no site dele, o Slashfiction.org - ele merece muito! O Dani está no Goodreads também e merece nosso carinho completamente!
E já que estamos falando de redes sociais de literatura, estou muito pau da vida com o Skoob porque já é a terceira vez que tento registrar o Shattered Glass no banco de dados e não consigo! Ele diz que está tudo pronto, mas a página do livro não existe. Tem um outro Shattered Glass lá, mas definitivamente não é esse aqui.

E, metendo o pau no Skoob mais um pouco: eles nunca respondem aos e-mails.
Não se dignaram a dar nenhuma resposta às minhas indagações de por que não estou conseguindo colocar esse livro lá - porque consegui colocar outros. O problema parece exclusivo do Shattered Glass.
Ridículo eles não terem uma central pra responder devidamente às pessoas que entram em contato, viu. Aff...

Ah, e eu não sei se tem versão Jack Sparrow traduzida em português, mas vou procurar saber aqui com meus contatos e aviso proceis!

4 comentários:

  1. OI Gabs!

    Ah já li Shattered Glass e amei. Teve momentos em que eu tive vontade de esganar o Austin, as vezes ele é totalmente superficial e infantil, mas normalmente ele se redimia rapidamente comigo. O Peter me irritou algumas vezes tb, mas no caso dele eu entendia, porque ele teve uma vida difícil pra carvalho.

    O livro é fofo mesmo e eu nem gosto de livro na 1º pessoa, mas acabei me acostumando com a narrativa do Austin. Ele me fez rir muitas vezes. Inclusive, eu fz um post no meu tumblr com as minhas partes preferidas do livro. Aqui ó: http://flameddevil.tumblr.com/post/28002955782/a-little-bit-of-the-awesomeness-that-is-dani

    Pode abrir a pagaina tranquilo que não tem pornografia. Eu garantcho. hahahaha

    Eu li uns m/m ótimos ultimamente, acho que vou te mandar um email com algumas indicações. Acho q vc vai gostar.

    Bjs gata!!!

    ResponderExcluir
  2. AMEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIIIII a indicação do livro!!!

    Pena que é em ebook, mas... Fazer o quê, se aqui nesta merda de país é praticamente proibido lançar livros com romances gays masculinos? *suspira*

    Graças a São Yaoi que ainda conseguimos encontrar uma exceção aqui e outra acolá na literatura brazuca - como o Roque Neto, com o Porque eu Amei e as Coletâneas Queer, da Editora Tarja - mas cara... A não publicação de romances M&M aqui no Brasil é de matar de raiva ><

    Enfim, já me acostumei a ler meus amados livros M&M no pc mesmo T.T

    É o jeito \o/\o/ E mesmo sendo assim, aindo posso me emocionar com os meus amados rapazes e homens!!! Yeah! ^~

    Obrigada, novamente, pela indicação! E sim, achei MEGA FOFO o Dani e sua resposta! Que rapaz mais gentil e atencioso!!

    Vou mandar recadinho para ele também *.*

    Abraços e Boas festas!!!

    Illy

    Illyana HimuraWakai
    illyana.himura@gmail.com
    @IllychanHimuraW

    ResponderExcluir
  3. Adorei o livro, pena que não leio em inglês :(

    Gabi, consegui cadastrá-lo no skoob, segue o link:

    http://www.skoob.com.br/livro/290759/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Gabi, vou ler esse livro por causa dessa resenhaaa! :D :*

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...