Jogos Vorazes: Um dos livros mais fuckin' awesome que eu já li na minha vidaaaaaaaa!!!

"A princípio, um, depois outro, depois quase todas as pessoas da multidão tocam os três dedos médios de suas mãos esquerdas em seus lábios e os mantém lá em minha homenagem. É um gesto antigo de nosso distrito, e raramente utilizado. Eventualmente visto em enterros. Significa agradecimento, admiração, adeus a alguém que você ama."
Katniss Everdeen, Jogos Vorazes, Cap. 2, pág. 31.

Meio como aconteceu com Harry Potter, eu tinha certo preconceito contra esse livro.
Por conta do lançamento do filme, já não via com bons olhos, achando que seria uma grande bosta. E eu sequer tinha visto o filme.

#SouDessas

Mas minha grande amiga Tati leu, amou e fez questão absoluta de comprar um pra mim. E, como "cavalo dado não se olha os dentes" AND "confio inteiramente na opinião da Tati", dei o braço a torcer e comecei a ler o Jogos Vorazes.

(crédito da imagem para The Review Kingdom)
Que que foi aquiloooooo!!!
O livro é absurdamente bom, absurdamente coerente, sombrio, misterioso, fúnebre. E MUITO BEM ESCRITOOOOOOO!!!
Olha que eu li a versão em português!!

Um daqueles livros que balançam seu mundo, na boa.

E se você ainda não leu Jogos Vorazes, para qualquer coisa que esteja fazendo e vá ler a porcaria do livro, porque ele é absurdamente foda. Mais foda do que os romances hot que eu ando lendo, mais foda do que 90% dos livros que estão ali ocupando espaço na minha estante.

É daqueles livros que vão ficar pra sempre na sua memória, porque você simplesmente não consegue largar. E quando tem que largar, fica pensando sobre ele.
Vai pro trono junto de Senhor dos Anéis, As Brumas de Avalon, A Irmandade da Adaga Negra, Harry Potter, O Guia do Mochileiro das Galáxias. É nesse nível de awesomeness.

P.S.: "awesomeness" pode ser traduzido como "fodacidade espetacular" pelo dicionário informal do Peixinho Prateado. Ou, conforme o Urban Dictionary: "uma quantidade imensurável de fodacidade que alguma coisa consegue produzir." Escolha qual definição se encaixa melhor em Jogos Vorazes depois de ler.


- Sobre o Livro:
Ele é o primeiro de uma trilogia e vem seguido de Em Chamas e depois A Esperança. Os outros dois estão aqui bonitinhos na minha estante, mas eu estou postergando muito começar a lê-los, porque sei, no fundo do meu coração, que eles vão me deixar órfã e eu quero segurar o prazer e a delícia de ler esses livros o máximo que eu conseguir (se bem que acho que não vou conseguir me segurar por muito tempo).

Ele foi escrito pela Suzanne Collins em 2008, essa senhora ali embaixo. Nessa foto ela está super arrumadinha, mas tem foto que ela tá uma monstrenga.

(crédito da imagem para IMDb)
O livro tem um tom bem apocalíptico, colocando a estória em um país chamado Panem, que é o resultado do final dos Estados Unidos depois que algum tipo de conflito terrível acabou com o país. Panem tem doze Distritos e a Capital.

Na Capital está o Presidente Snow, que governa o país com mão de ferro. E uma das maneiras do Presidente demonstrar todo seu poder sobre a população de Panem é a realização dos Jogos Vorazes (tô arrepiando só de contar!!!).

Os Jogos acontecem uma vez por ano. Cada um dos doze Distritos enviará um rapaz e uma moça - que são chamados Tributos, como se eles tivesse sendo oferecidos por seus distritos em pagamento pela benevolência do governo! -  para a Capital e os 24 competidores devem lutar entre si até a morte - carai, véi!!!!!!

O fenomenal desse livro é que, apesar desse lance de luta até a morte já ser profundamente sinistro, existem outros aspectos, como a diferença seocioeconômica entre os distritos, como cada um encara a participação nos Jogos Vorazes - se como uma honra ou uma tragédia, outros aspectos ligados à probabilidade de participar - ganha mais alimento quem coloca o nome mais vezes na urna de sorteio, questões políticas da gestão do país.

Enfim, não é um livro pra criancinha!
Foi muito bem escrito; parece ter demandado pesquisas exautivas da autora, porque incorpora teorias socioeconômicas complexas, marxismo, anarquismo; ao mesmo tempo te prende até o final, porque simplesmente ele não para!

Sobre os personagens, eles são super bem trabalhados e complexos. A gente fica oscilando em achar que as pessoas são boas ou más o tempo todo. Não se pode confiar em ninguém: o leitor entra no clima animalesco que é essencial para se sobreviver aos Jogos Vorazes.

Katniss Everdeen é, definitivamente a personagem feminina mais FODA de toda a literatura. SÉRIO.
Esqueça completamente as protagonistas que ficam reclamando de como são desajeitadas: Katniss é uma sobrevivente e vai fazer tudo da melhor maneira para garantir o sustento da sua família - sua mãe e sua irmã. Esqueça as protagonistas que somente estão preocupadas em dramas sobre o carinha por quem elas estão apaixonadas - tipo as malas Bella Swan - Crepúsculo, Anastasia Steele - 50 Tons (ah, eu comecei a ler Cinquenta Tons de Cinza!), Luce Price - Fallen, Nora Grey - Hush Hush, Ever Bloom - Os Imortais.
Cara, eu sinceramente detesto mulher resmunguenta, preguiçosa, fraca, dependente, barangosa. Katniss é o completo oposto de tudo isso. Por isso ela foi eleita (autocraticamente. hehehehehe) pelo Peixinho como a melhor personagem feminina dos livros que li em 2012.

Outros personagens merecem destaque, como Gale, um cara que é super próximo de Katniss, mas a gente não sabe mesmo qual é a dele, se ele está afim da Katniss, se a vê somente como uma irmã mais nova...
Peeta é outro que a gente não consegue decifrar se ele realmente é afim da Katniss ou se está somente jogando o jogo.
Primrose Everdeen, a irmã mais nova de Katniss, a quem ela se deica a proteger. Sua mãe, com quem Katniss tem uma relação complicada.
Effie Trinket -  a apresentadora do Distrito 12, Haymitch - o mentor dos Tributos, Cinna - o designer: apesar de personagens secundários, são muito importantes no desenrolar da estória.

Agora, pessoas, preciso colocar todo o amor pra fora, e eventualmente, vão rolar spoilers. Vocês me conhecem, né? Hehehehe
.
.
.
.
.
- Jogos Vorazes é foda!! - com (eventuais) SPOILERS!

Tati me liga logo depois do meu aniversário: "Gabi, vem aqui no meu trabalho que eu preciso falar contigo..."
Eu já sabia que essa coisa linda dessa garota maravilhosa estava aprontando, mas fui completamente pega de surpresa com esse presente!
Já estava ligada no sucesso que esse livro estava fazendo por aí, mas, como sempre, fico muito com o pé atrás com esses fenômenos de vendas.

(crédito da imagem para Cineclick)

A Tati me disse que, como fui eu quem apresentou a ela a Irmandade da Adaga Negra e ela ficou tarada na série, nada mais justo do que me presentear com esse livro do qual ela gostou muito.
Fala sério, é muito perfeita essa minha amiga!!!

Aí eu sentei pra ler meu livrinho e... simplesmente não consegui parar.
Apesar do livro ser narrado em primeira pessoa, é muito bem escrito. Eu acho, cá pra mim, minha opinião, que um livro narrado em primeira pessoa precisa ser MUITO bom pra ser bom. Porque com essa opção o autor reduz a capacidade narrativa a um só nível: o do narrador/personagem.

E assim foi: desde o primeiro capítulo tudo acontecendo numa velocidade estonteante, e você se apaixonando pelos personagens imediatamente.
Katniss Everdeen é órfã de pai, a quem ela admirava e que era um grande exemplo de homem. Ela vive em uma casa pobre em um distrito pobre de Panem, o Distrito 12, com sua irmã mais nova - a quem ela trata quase como uma filha, e a sua mãe, com quem ela tem muitos problemas. A mãe de Katniss é o tipo de pessoa que eu mais detesto. Tudo bem que ela perdeu o marido, mas deixou as filhas completamente desamparadas quando preferiu se isolar no mundinho dela. Se não fosse por Katniss ela e as filhas teriam morrido de fome, só porque a mãe é uma fraca covarde.

Eu já estava com esse ódio no primeiro capítulo! Hehehehe

Katniss ama sua irmã Primrose. É por causa dela que não foge do Distrito 12 e é por causa dela que o livro todo acontece. Apesar de ser o primeiro ano que Prim coloca o nome na urna, apesar de Katniss ter colocado o seu muitas vezes em troca de mantimentos, é a Prim quem é sorteada como Tributo. Isso dispara o instinto de proteção em Katniss e ela se oferece para ir no seu lugar.

A  partir daí é uma loucura, com a preparação para os Jogos Vorazes e a viagem para a Capital. Lá conhecemos Cina, seu preparador.
Muito doido as pessoas serem tão modificadas esteticamente, com implantes e cores extravagantes nos cabelos, em contraste com a tristeza dos tons nos distritos pobres.

Enfim, Katniss e Peeta eram os azarões, porque, apesar de proibido, há muitos Tributos Carreiristas, aqueles que treinaram grande parte da sua vida para lutar nos Jogos. É esperado que eles cumpram seu papel e que as coisas sigam conforme a Capital deseja.

Dentre descobrir que os Jogos são muito mais políticos do que parecem, que o governo da Capital e seu presidente, Snow, tem interesses obscuros nos resultados dos Jogos e que interferir nisso pode ser muto perigoso, o livro segue num ritmo impressionante e surpreendente.

E o final...
Bem, isso eu deixo para vocês descobrirem se seguirem o conselho dessa humilde blogueira: LEIAM A PORCARIA DO LIVRO!!!!

Hehehehehehe

Sem mais...

(crédito do Gif para Flamed Devil)

3 comentários:

  1. cara1 JÁ LI O NR 1, ACHEI UM POUCO CONFUSO, NO 2 JÁ TAVA CRAQUE E CURTI DE MONTÃO E AGORA ESTOU NO 3. ASABIA QUE QDO EU FIQUEI SABENDO DESSES LIVROS EU IMAGINAVA TIPO ORTAL COMBAT E OS FILMES DO vAN DAME,,, NADA A VER! TEM MUITO MAIS'cola olho", nessa trilogia. Embora não goste muito daquele chove e não molha de dois enamorados e uma fiofosinhos idecisius.kkk. pelo menos isso tem fim e ea vai escolher um,né. (Aí vi vantagem) Valeu a dica, viu.
    Gontinui fazendo isso que a gente se amarra. Bjod. (Obs. ainda não acabei o 3 e até agora o 2 foi melhor p mim

    ResponderExcluir
  2. É mto bom os livros..tem enredo e é bem construído...ao contrario de 50 tons de cinza esse livro nao me decepcionou!! Achei mto bom...humm Gabi vc já leu os livros da Saga Vanir de Lena Valenti? Mto booons!! Devorando tudo q é livro ate chegar LAL!!!

    ResponderExcluir
  3. Todo mundo sabe que amei Jogos Vorazes (toda a Trilogia) mas se vc amou assim, precisa ler Divergente da Veronica Roth! O primeiro livro não é melhor que o primeiro de Jogos Vorazes por muito pouco, mas Insurgente (segundo livro) começa a ganhar de Em Chamas (Catching Fire)! E o terceiro livro ainda nem saiu, e como A Esperança (Mockinjay) é o mais fraco de todos! :)

    See you later aligator!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...