Cinquenta Tons de Cinza - E.L. James: Resenha do livro que todo mundo já leu - SPOILERS!!!

Cordei do coma alcoólico pós Carnaval.
Cadê cerveja? Opa, tá aqui na minha mão!
Hehehehehe

Brinks...
Meu carnaval foi light, passeando na Chapada dos Veadeiros em Goiás, vendo as paisagens mais incríveis, nadando nas cachoeiras mais iradas e tirando muita onda, porque, como já dizia meu amiguinho Dorme-Sujo: Ninguém, consegue ficar indiferente ao cerrado...

Agora que voltei, vambora para a resenha de um livrinho que deu bastante o que falar.
Sim, tem spoilers. Aliás, praticamente só tem spoilers, porque, suponhamos que você veio parar aqui nesse blog porque gosta de ler; e se gosta de ler, tem mais que 4 anos de idade; e se tem mais de que 4 de idade, certeza de que ouviu falar nesse livro que virou febre mundial, o famigerado: Cinquenta Tons de Cinza!

(crédito da imagem para Um Livro por Dia)


Cinquenta Tons de Cinza é um fenômeno que divide opiniões. O blog de onde eu kibei a imagem, por exemplo, o Um Livro por Dia, não recomenda a leitura, pra vocês terem uma ideia. Mas há uma horda gigantesca de fanáticas que dizem que se você não ler vai morrer de catapora preta.


- Nos Bastidores:
Quem não leu a saga Crepúsculo? Pouca gente vai levantar a mão, porque a galera em peso leu esse livro.
Quem também leu esses livros (além de você e eu) foi Erika Leonard James, ou E.L. James, essa coroa sacaninha aí embaixo.

(crédito da imagem para Media Center)

Provavelmente ela teve uma opinião muito parecida com a minha: faltou tempero na saga de Stephenie Meyer. Por "tempero", eu quero dizer nheco-nheco, tchaca-thachaca-na-butchaca, vuco-vuco, pimba-na-gorduchinha, ou seja, mes amis: SEXO.
Só que ela foi além do meu nariz torcido. Ela resolveu escrever uma fanfiction estrelada por Edward Cullen e Bella Swan onde Ed era bem safadeeeeenho e curtia um BDSM e Bella é aquela coisa sem sal de sempre.

Fui pesquisar sobre essa fanfiction, mas não encontrei nada. Se alguém souber onde está, faizfavô de compartilhar o link cazamiga, tsá?

O texto da orelha da contra-capa é muito elucidativo. Só que não:
"E L James é executiva de TV e mora em Londres. Casada e com dois filhos, desde pequena sonhava em escrever histórias pelas quais os leitores se apaixonassem, mas adiou esse sonho para se concentrar na família e na carreira. Quando finalmente arranjou coragem para escrever, pôs no papel seu primeiro romance, Cinquenta Tons de Cinza. Na sequência, publicou os outros dois livros da série, Cinquenta Tons Mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade, completando a trilogia que se tornou o maior fenômeno editorial dos últimos anos."
Vocês concordam que tá faltando honestidade aí? Cade menção sobre a inspiração? Cadê falar da fanfiction? Ela deu foi uma puta sorte, porque sua fanfiction fez um tremendo sucesso. Sucesso o suficiente para chamar a atenção de uma editora, a The Writers' Cofee Shop, que publicou a estória primeiro, e que depois foi reeditada pela Vintage Books.

E o que falar sobre as críticas que classificam a trilogia como "pornografia pra mamães"?
É pornografia? É.
É pra mamães? Não, é pra todo mundo que estiver lendo!
Não é porque a escritora é uma mamãe suburbana, comum, um pouco acima do peso (como 95% das mamães suburbanas comuns) que esse livro foi escrito exclusivamente para esse público. Esses artigos são completamente preconceituosos, julgando E.L. James pela sua aparência.
Tá, mas Crepúsculo tem um público alvo, que não são as mamães suburbanas comuns. Mas e daí? Cada um lê o que quiser. Afff...


- Do que fala o livro:
Cinquenta Tons de Cinza fala sobre o envolvimento amoroso de uma garota que está se formando na faculdade com 22 anos, Anastasia Steele (visualizem a Bella Swan de Crepúsculo) com um jovem empresário rico bagarai e muito bem sucedido, o tal Christian Gray (dá pra enganar com um Edward Cullen um pouco melhor).

Em homenagem à minha amiga linda Eva Ellen, taí o Christian que ela escolheu e que.. well, muuuuito bem escolhido!

Matt Bomer, o nosso Christian Gray!
(crédito da imagem para Cinema 10)

Não comprei o drama, porque na verdade o grande impasse são as preferências sexuais pouco ortodoxas do rapaz. Ele é da turma do Vishous, chegadinho num BDSM. E Ana era virgem até conhecer o cara. Portanto deu uma pirada por causa disso.
Pronto: contei o livro.

E o resto das 455 páginas é de sexo, sexo, sexo. Alías, até sexo demais.
Eu gosto de sexo, mas, sei lá... Meio gratuito.

E já que estou dando as minhas opiniões, vamos ao que achei de melhor e pior no livro:


- Opinião do Peixinho:

Do que não gostei:
  • Fico na dúvida de até onde vai a fanfiction e começa o plágio. As descrições da Anastasia, sua família, seus amigos e tudo são iguais às dos personagens de Crepúsculo;
  • Narração em primeira pessoa: até quando? Sério, escritores, narrar em primeira pessoa não é legal. Por um lado, se a intenção é que o leitor se enxergue como o personagem principal isso não vai funcionar sempre, só quando há uma empatia entre as decisões que o personagem-narrador toma e as que o leitor também tomaria - não é o meu caso. Por outro lado, isso reduz os níveis de narração a somente um: não há profundidade, não há diferentes pontos de vista. Não é uma boa opção, é uma opção para escritores imaturos;
  • José Rodriguez é o Jacob escritinho!! Até o lance do carro velho da Bella Ana é tão igual que irrita!
  • Uma das coisas que mais me deixava com raiva em Crepúsculo era a Bella "esquecer" de respirar. Isso se repete em Cinquenta Tons. Eu desafio qualquer um a tentar prender a respiração até desmaiar - por vontade própria, sem usar nenhum artifício a não ser fechar o nariz e a boca. Eu espero... Tá, não dá, né? Claro que não!! A respiração é comandada pelo diafragma, um músculo involuntário. Não dá pra "esquecer de respirar";
  • Faz tempo que não sou mais virgem, mas eu me lembro que quando perdi a virgindade estava suuuuuper afim, e mesmo assim, não foi essa coca-cola toda. Não gozei na primeira vez, nem na segunda ou terceira. Por algum tempo era muito mais incômodo do que prazeroso. Mas Ana, não! Essa garota é uma ninfa louca por sexo, que goza umas 8 vezes na primeira trepada. Pooooota que pario, muito forçado. Aliás, a primeira vez mais honesta que eu já vi escrita num livro foi a Marissa com o Butch em Amante Revelado;
  • Tem cena de sexo demais. E é muito gratuito, muito irreal. Ela não tem cistite não? Depois daquele monte de sexo louco, sem se limpar direito? Encosta no cara e pimba: cachoeira de lubrificação e o cara com o pau duro como uma rocha;
  • As ceninhas BDSM. Como eu tinha previsto, e reclamado nesse post aqui, de BDSM esse livro tem muito pouco. E já acho muito ecows BDSM de verdade, achei ainda pior esse arremedo de tara sexual descrito no Cinquenta Tons de Cinza;
  • Chateei com o nome do livro. Não faz sentido em português. Em inglês seu título é "Fifty Shades of Gray", algo como "Cinquenta Nuances de Gray", porque Gray é o sobrenome do personagem principal e ele tem várias facetas diferentes. E é meio intraduzível. Acho que a Intrínseca fez o possível pra deixar o nome mais fiel, mesmo assim não gostei.

Do que gostei bastante:
  • Tinham me alertado que o livro era muito mal escrito. Não concordo completamente. O livro não é assim tão bem escrito como os livros do J.R.R. Tolkien, ou J.K. Rowling, ou J.R. Ward (musa! maravilhosa! absoluta!), mas também não é pra se limpar a bunda com ele. E.L. James carece de técnica e estilo, mas não é absolutamente abominável;
  • Anastasia Steele tem umas tiradas realmente engraçadas. Dei umas risadas com ela. E Ana dá banho de carisma e simpatia em Bella Swan. Ana é muito menos dependente e carente;
  • Tentada pela Deusa Interior e controlada pela Consciência: dava pra enxergar perfeitamente as duas partes de Ana lutando pelo controle de suas ações quando se tratava de Christian Gray;
  • E.L. James fez uma pesquisa fenomenal! Escritores amadores desse Brasil: esse é um exemplo a ser seguido! Quando uma amiguinha resolve escrever sobre coisas das quais ela não sabe - como quando colocam a estória em um país que elas não conhecem - eu sempre recomendo: PESQUISEM!
  • Apesar da quantidade ser um pouco demais, as cenas de sexo me surpreenderam por serem bem gráficas e explícitas: completamente descritas e sem pudor. Ponto para a editora Intrínseca por publicar um livro da maneira que eu gostaria de ver a Irmandade da Adaga Negra publicada;
  • E os palavrões!!! Nossos amados palavrões estão aparecendo com força total!! Intrínseca eu te amo porque você é boca-suja como o Peixinho!


- Spoilers!!!
Nem me sinto mal por dar umas piruadas nos spoilers do livro, porque sei que você já leu!
Esse livro deixou de ser novidade faz tempo. As pessoas mais diferentes que eu conheço já leram. Faltava eu dar uma chance ao bruto.
Seguem aqui as partes que eu destaquei pra vocês:
  • Capítulo 3, página 47: a velha saída do mocinho que salva a mocinha otária e completamente desajeitada. Dessa vez, de um terrível tombo no meio da rua. Aff...
  • Por que as mocinhas desse tipo de romance tem sempre de ser sem-graça?
"[...] sou muito pálida, muito magra, muito desleixada, descoordenada, minha lista de defeitos é longa."
Anastasia Steele, Capítulo 4, página 51.
Numa boa, detesto mulher carente e dependente. Heroínas fortes, que resolvem sua vida e vão em frente são as minhas favoritas sempre (Bella da IAN, Xhex, Payne...)

  • Capítulo 5, página 69: "Você devia ficar longe de mim". Tem alguma frase que deixe uma mulher mais interessada do que esta?
  • O primeiro beijo da Ana foi com o Christian... Sério? 22 anos? Em que planeta ela vive, Gzuis!
  • O famigerado "Quarto Vermelho da Dor", onde Chris coloca suas taras pra fora. Assustador!
  • Marcelinho lendo 50 Tons de Cinza começa no Capítulo 8, página 105! Huahahahah Ri muito quando li essa parte. E se você ainda não viu, veja esse vídeo com o fantoche mais amado do Brasil:

  • Christian Gray NUNCA tinha feito sexo "baunilha". Primeiro Whatafuqui: "sexo baunilha"?!?!? Fica tão esquisito chamar "sexo vanilla" de "sexo baunilha" quanto ouvir alguém cantar heavy metal em português. Simplesmente não combina. E, em inglês é uma expressão que faz sentido, porque baunilha é o sabor mais comum de sorvete, portanto o tipo de sexo convencional. Em português nós não temos o hábito de usar essa expressão. Segundo Whatafuqui: NUNCA tinha feito sexo convencional? Imagina como esse cara é ruim da cabeça se a sua primeira vez já foi com chicotes de couro, algemas e anéis penianos! Cruizcredocreindeuspai!!!
  • O Contrato. Sério. Tem um contrato completamente inválido judicialmente reproduzido no Capítulo 11. O Contrato rege as relações entre Dominador e Submissa. Achei bem bacana descrever o que o cara pretende fazer com a garota e deixar a relação clara. Ah, e é completamente asqueroso e eu JAMAIS aceitaria fazer as porcarias e taras que ele descreve #SimSouCareta;
  • Amei a correspondência por e-mail! Achei tão mudernosu! Ah, e também queria essa molezinha de arranjar um otário namorado que me desse telefone, MacBook, Audi, passeio de helicóptero e coisa e tal;
  • Capítulo 18, página 285: Sim. As Bachianas Brasileiras de Villa Lobos são absolutamente lindas!!!


  • Por que, ó Universo, por que todo mundo que curte BDSM, tem algum problema sexual/mental?
"Ele não é um herói. É um homem com sérios e profundos problemas emocionais, e está me arrastando para a escuridão. Será que posso guiá-lo para a luz?"
Anastasia Steele, Capítulo 20, página 318.

  • A parte mais nojenta, escrota, asquerosa de todo o livro é no Capítulo 23, página 381, quando Christian Gray, doido pra trepar, ignora o fato de Anastasia estar menstruada e TIRA O O.B. DELA!!!!! Que NOJOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!! Ok, já transei menstruada, mas daí até o cara tirar o O.B. pra mim a distância é gigante! Quase taquei a porra do livro na parede de nojo
  • Pra terminar, a última parte que acho que vale a pena destacar é a descrição do sofrimento da Ana quando o relacionamento terminou. Foi perfeito. Eu já me senti tão absolutamente perdida, desamparada, destruída como ela se sentiu, e E.L. James mandou muito bem. Muito real. Muito humano, muito feminino, muito verdadeiro.

Pra encerrar, recomendo a leitura.
Recomendo mesmo. O tanto de defeitos o livro tem de qualidades.
Vai ser o melhor livro que você já leu na sua vida? Não sei. Pode ser que sim. (sei lá sua história de vida e de leituras!)
Foi o melhor livro que eu já li na minha vida? Hell, no! Mas foi o pior? Também não.

Então leiam, comentem, e assinem o Feed do Peixinho ali em cima pra ficar por dentro das novidades do nosso bloguinho! ;)

20 comentários:

  1. Gabi que resenha maravilhosa!

    Me senti do meio jeito que vc realmente não tem livro que escreve um primeira vez com o melhor concerteza é o amante revelado....Em falar no absorvente meio eu quase V#%$$%¨ pq epla madruagda que P$%$%¨foi essa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKK

      Ju, saudades suas, garota!
      Eu meio que tentei fazer uma resenha de um livro que todo mundo leu, mas de uma maneira diferente, porque se não, do que adiantava?

      E, amigãaannnn que p*rr@ foi aquela do absorvente!!! ECOWS!!!

      Hehehehehe

      Beijocas!

      Excluir
  2. God . . . his eyes . . . they were moonlight and shadow intertwined, an impossible color somewhere between silver and violet and navy pale blue.
    “Just so you know . . ." he growled, "you will give yourself to me—”
    “Excuse me—”
    “But you will beg me for it, first.”
    She jutted forward on her hips, her temper blowing all her let’s-be-reasonable right out of the water. “Over my dead body.”
    “Sorry, not my to my taste.” He dropped his chin and stared at her from beneath lowered lids. “I prefer you hot . . . and XXX.”
    -Lover at Last, pg. YouShallSee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, sua maravilhosa!!!

      Vambora atualizar o teaser novo da titia WARDen ASAp!!

      Um milhão de obrigadas por me avisar!

      Beijocas!

      Excluir
  3. Gente eu amo seus posts G.R.Roots, você me faz rir e me divertir, além do divertimento de ler os livros!
    Adorei seu ponto de vista sobre o livro, pois essa é uma das minhas séries favoritas junto com IAM e Night Huntress, e vc leu de uma forma que não demostra preconceitos!
    Eu AMO como vc escreve:
    *Cruizcredocreindeuspai
    *mudernosu
    entre outras...Sou fa do blog de vcs, principalmente os post sobre a irmandade, meus amores....Bjssss!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volte sempre aqui, Carol!

      Mais uma pessoa que me recomenda Night Huntress! Eu preciso ler essa logooooo!!!

      Vai sair mais post da Irmandade hoje! Agradecimentos especiais à Claudia, que postou o trechinho da WARDen ali em cima!

      Beijocas, sua lymdha!

      Excluir
  4. Adoro suas resenhas. Compartilho da maioria das opiniões.

    Sempre que me perguntam sobre esse livro eu digo "tirando o sexo não sobra nada". Não vou mentir, gosto das cenas quentes, mas estou acostumada a ler livros hot, a IAN é minha paixão, por tanto as cenas de sexo não me chocaram tanto quanto as pessoas dizem. Gostei muito mais do segundo e terceiro livro pois tem mais sentimento envolvido.
    Gosto de livros que me fazem dizer "eu quero" o que não ocorreu com cinquenta tons... é claro que queria um homem lindo, rico, que me fizesse gozar desesperadamente, mas esse lance de dominação não rola , eu faria o Sr Grey engolir aquele contrato e mandaria ele para o inferno, mas enfim, gosto não se discute. E como você disse, não foi o melhor livro que li ma tamném não foi o pior.

    Bj
    Andreia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andreia!! :)

      Também estou acostumada com os livros hot, mas gostei muito que esse livro em especial tivesse disseminado os livros eróticos e feito eles sairem das bancas de jornal para estrelarem as prateleiras mais concorridas das livrarias. Por isso digo que valeu e recomendo que todo mundo leia.

      Beijocas!

      Excluir
  5. Adorei,Gabi!

    Resenha perfeita! Matt Bomer para CG!! huahauha

    bjs Eva Ellen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga linda!!!!

      Obrigada!!!!!!
      Matt Bomer faria bonito. Um caldo bem grosso... Ai-ai...

      Hehehehehe

      Beijocas, amoreco!

      Excluir
  6. " Provavelmente ela teve uma opinião muito parecida com a minha: faltou tempero na saga de Stephenie Meyer. Por "tempero", eu quero dizer nheco-nheco, tchaca-thachaca-na-butchaca, vuco-vuco, pimba-na-gorduchinha, ou seja, mes amis: SEXO." sua opinião e de mais meio mundo.

    " Fui pesquisar sobre essa fanfiction, mas não encontrei nada. Se alguém souber onde está, faizfavô de compartilhar o link cazamiga, tsá?" Não tem link, mas, se não te enviaram ainda, tenho o arquivo da primeira parte - a que consegui ler completa e te mando a.s.a.p..

    "Vocês concordam que tá faltando honestidade aí? Cade menção sobre a inspiração? Cadê falar da fanfiction? Ela deu foi uma puta sorte, porque sua fanfiction fez um tremendo sucesso." outra reclamação da geral.

    E acabo de ler isso depois pq já devia estar offline.

    ResponderExcluir
  7. Oiiii. Eu amei a sua resenha. Eu li os três livros e concordo com você em praticamente tudo. Sim, os livros tem defeitos, mas também as suas qualidades. Se é bom ou ruim, vai depender dos gostos da pessoa que está lendo.

    Eu gosto de livros eróticos e nem achei as cenas taaaão fortes assim, além de, como você disse, meio irreal - afinal, quem aguenta f**** todo dia, o dia inteiro??? Eu lia e pensava: esse povo não fica dolorido, não???

    No final, eu gostei da série e do Gray, mesmo achando ele um doido, muito macho, mas doido. Bjnhs

    ResponderExcluir
  8. Eu Não conseguir terminar de ler esse livro abandonei ainda bem que não tive que compra aff preferir compra Lilac da Deise C. Muller vc já leu? eu li e Simplesmente amei e tão Amante Sombrio *-* nossa um dos melhores que eu li não vejo a hora de sair a continuação!!

    ResponderExcluir
  9. Gabi! Mais uma resposta gigante, não se esqueça de respirar! Rachei de rir com sua resenha! Finalemte leu 50 Shades hein? Bom, eu li o primeiro e corri pra ler o segundo e depois ... perdeu a graça totalmente, não li nem 2 capítulos do terceiro. Como você, achei um exagero de coisas semelhantes a Crepusculo. Ok, era uma fanfiction mas, a partir do momento que a Bella vira Ana, custava mudar algumas características dos personagens? A fanfiction se chamava Master of the Universe (igual ao título original do desenho animado do He-Man hahaha)e eu tinha ela por aqui. Tenho inclusive a fanfiction que originou Gabriel`s Inferno também (outra modinha que foi lançada recentemente no Brasil).
    Eu achei o livro mal escrito porque li o original em inglês. Como você mencionou a autora é inglesa,né? Então, o que tem de expressões e palavras típicas do inglês britânico não está no gibi. Fiquei profundamente irritada com isso. Fora as repetições de palavras, a pobreza do texto. E a maldita narração em primeira pessoa. Tédio total, porque a Ana, na minha opinião, não é uma pessoa assim, digamos, maneira. E tinha hora que eu queria socar a Deusa Interior dela pra ver se ela parava de dar cambalhotas. Eta trem chato!! As partes mais bacanas, pra mim, foram os emails. Sobre o Christian ... lindo maravilhoso etc e tal mas ele é extremamente chato. Não aguento pessoas mandonas. Essa de "Ana, coma. Ana, vá dormir. Ana, você não pode andar por aí de carro velho." Gaaaah. Sobre BDSM, minhas opiniões são bem diferentes das suas e acho que ninguem deve se basear na leitura de 50 Shades pra tirar uma opinião sobre BDSM. Acho que esses livros passam a imagem de que quem gosta de BDSM deve ter algum problema psiquiátrico, sofreu na infância, etc, o que não é inteiramente verdade. Dá uma lida neste livro da Sophie Morgan (http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4436764/o-diario-de-uma-submissa) . É bem legal.

    By the way, não lembro dessa cena do OB. Deve ter me traumatizado tanto que bloqueei da minha mente, lol. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A-MO-RE!!!

      Tinha escrito um suuuuuper recado de volta pra vc e acabei de descobrir que ele sumiu!

      Mas, de toda maneira lembro que te pedia pra falar melhor desse tal de xará, o Gabriel e seu inferninho: é bom esse troço?

      E, He-Man! KKKKKKKK
      Perfect!!

      Ah, e lembro tbm de ter concordado com a pentelha da Deusa Interior e a vontade de dar um petelecos nela, apesar de achar que esse foi o recurso para que a narração ficasse menos rasa, por isso apoiei a iniciativa. Mas foi meio longe demais, né...

      Vou procurar o Diário da tal Submissa. Vou adivinhar: é em primeira pessoa. Huahahahahahaha

      Ah, essa cena do OB me deixou super enojada, mas a do sorvete em 50 Tons Mais Escuros também me fez ter agonia pensando na melecação daquele sorvete doce, tudo grudando depois. Imagina um monte de formigas vindo participar da suruba!!

      Ecows!!!


      Beijocas, linda!

      Excluir
  10. Parabéns!!Finalmente encontrei uma resenha livre de preconceito e petulância!!! Concordo com você em número e grau e não suporto as crítivas ou resenhas que colocam os leitores da triologia como ignorantes desletrados. Ninguém que tenha lido estes livros os escolheu por ser um primor da literatura, mas por simples diversão. E além disto, é ótimo ver os brasileiros lendo, pois nossa cultura não estimula a leitura. Então não importa se leêm gibi,literatura clássica ou erótica, mas leiam!!! Parabéns!1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sara, um super WIN pra você!!!

      Esse foi o espírito da resenha: porque toda a polêmica em torno desse livro já é bem 2012 e nossa intenção era somente fazer uma resenha sem preconceitos, que tentasse abordar o livro afastado do burburinho que ele causou.
      Te garanto que mesmo que o livro não tivesse sido esse frisson todo, minha resenha teria sido bem isso aí o que foi.

      Ficou muito feliz que você tenha gostado e espero que volte sempre e comenta sempre que quiser! O aquário é seu!! Hehehehe

      Beijocas!

      Excluir
  11. *voltando* Aliás, a primeira vez mais honesta que eu já vi escrita num livro foi a Marissa com o Butch em Amante Revelado >> não foi só review seu que eu li que tá dizendo isso, e também e minha opinião e acho que da galera toda que lê esse tipo de coisa.

    "Apesar da quantidade ser um pouco demais, as cenas de sexo me surpreenderam por serem bem gráficas e explícitas: completamente descritas e sem pudor. Ponto para a editora Intrínseca por publicar um livro da maneira que eu gostaria de ver a Irmandade da Adaga Negra publicada; e os palavrões!!! Nossos amados palavrões estão aparecendo com força total!! Intrínseca eu te amo porque você é boca-suja como o Peixinho!" >> de novo, mais uma daquelas que todo mundo concorda e nem todo mundo comenta abertamente em público.

    "Numa boa, detesto mulher carente e dependente. Heroínas fortes, que resolvem sua vida e vão em frente são as minhas favoritas sempre (Bella da IAN, Xhex, Payne...)" >> Anota a Beth aí junto! Sim, também prefiro as protagonistas chutadoras de bundas.

    "Marcelinho lendo 50 Tons de Cinza começa no Capítulo 8, página 105! Huahahahah Ri muito quando li essa parte." >> Esse fantoche é, tipo... *tentando parar de rir pra continuar o comentário*

    "Ah, e é completamente asqueroso e eu JAMAIS aceitaria fazer as porcarias e taras que ele descreve #SimSouCareta" >> é, tem umas ali que é... NEM MATANDO.

    "Amei a correspondência por e-mail! Achei tão mudernosu!" >> é, as partes dos emails são engraçadas.

    "Por que, ó Universo, por que todo mundo que curte BDSM, tem algum problema sexual/mental?" >> conforme eu comentei e não sei se vc se recorda, quando eu li a fic eu tava torcendo pra que de alguma forma ele mudasse essas preferências dele.

    "Pra encerrar, recomendo a leitura. Recomendo mesmo." COMO ASSIM???????

    resenha linda!

    beijões!

    ResponderExcluir
  12. o primeiro beijo da ana não foi com ele não, tanto que depois ela conta acho que no segundo ou ultimo livro sobre os namoradinhos e oq tinha ou não feito com eles! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty!

      Beijinho não, mas beijo de verdade ela fala que o primeiro foi com o CG.
      Mas, whatever, tanto faz... Um garota de 22 anos com tão poucos quilômetros rodados é difícil de achar, principalmente aqui no RJ, então isso me chamou atenção.

      Beijo! Hehehehe

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...