Cinquenta Tons Mais Escuros - E.L. James: Outro livro que você com certeza já leu!

"Christian Gray: espere o inesperado - cinquenta tons de loucura."
Anastasia Steele, Cinquenta Tons Mais Escuros, Cap. 15, pág. 312

Essa frase aí em cima resume bem como foi o segundo volume da trliogia Cinquenta Tons: muito loka!
Foi um livro que não dava pra largar porque não parou nem um minuto! Muita coisa acontecendo, muita ação, muita loucura.
Agora eu entendo por que a galera tá tão xonada pelo CG (Christian Gray, para nós, os íntimos. Hehehehe)!

Tá surpreso por eu já estar liberando a resenha do segundo volume - somente 5 dias após a resenha do primeiro? Eu também!

Então segue o Peixinho e vambora falar de outro livro que eu sei que você também já leu!

(crédito da imagem para Ler é o Melhor Lazer)



- Preliminares:

(crédito da imagem para Mulher Saudável)

Entonces, meus doces, eu realmente terminei o Cinquenta Tons de Cinza e parti tarada para o Cinquenta Tons Mais Escuros. Do jeitinho que azamigue disseram que iria acontecer.

De novo: é porque foi o melhor livro eváaaahh da minha vidinha? Não. Mas foi divertido e E.L. James soube colocar um gostinho de quero mais no primeiro livro que te fazia pular correndo para o segundo.

Cinquenta Tons Mais Escuros, na minha opiniãozinha boba, foi bem melhor que o primeiro. Por vários motivos:

  • Juro que tem menos repetição das mesmas palavras: a autora deu uma pesquisadinha no dicionário de sinônimos, o que melhora muito o fluxo de leitura;
  • Menos "deusa interior" dando cambalhotas, saltos mortais e piruetas. Tudo bem que essa porra dessa chata continua aparecendo, mas suas interações com Ana ficaram mais escassas;
  • Está melhor escrito no geral, com menos referências a Crepúsculo;
  • A trama está melhor trabalhada, com momentos de suspense bem construídos, num crescente de expectativa divertido para o leitor;
  • O desenrolar do livro faz mais sentido, com o início introduzindo essa segunda parte da estória, o ápice feliz no meio - praticamente geográfico - do livro e o gancho para a trama do terceiro livro no final (fazendo eu querer terminar logo essa resenha para começar o Cinquenta Tons de Liberdade ainda hoje!).

(crédito da imagem para Gloss)



- Sobre o Livro:
Introduzindo com carinho, sem spoilers (por enquanto): acabamos o primeiro volume com o rompimento da relação entre Anastasia Steele (mula) e Christian Grey. O término da relação foi tão sentido que eu fiquei bastante curiosa pra saber como eles iriam se recuperar - afinal ainda tinha mais dois livros com os dois, então não é como se eu achasse que o romance tinha terminado pra sempre, né.

Em duas frases trocadas eles estão de volta.
Mas não é isso que eu queria falar. Hehehehe
Na verdade, vamos fazer um apanhado do mote do livro dois: Christian resolve que pra ficar com Ana vale a pena mudar seus gostos exóticos. Só que a gente sabe que por mais linda que seja a intenção, um cara não vem sozinho - ele traz uma bagagem impressionante com ele: família, amigos, e ex-namoradas-mulheres-barbadas.


Campanha Matt Bomer para Christina Gray. Hehehe
(crédito da imagem para Segurando a Caneta)

E não são só as mulheres-barbadas-psicopatas que dão o drama do livro, Anastasia tem sérias dúvidas sobre a sua capacidade de ser o que Christian precisa que ela seja. Apesar de ele ter cedido, toda mulher remotamente inteligente sabe que ninguém muda assim de uma hora pra outra, e mesmo que ele esteja curtindo mesmo um sexozinho spice vanilla, Ana tem receio de não atender na hora em que ele resolva que precisa de algo mais hardcore.

A gente viu como pode ser perigoso quando uma pessoa se força a mudar por outra - principalmente em relação às suas preferências sexuais. Vishous quase surtou em Lover Unleashed: precisava de um pulso firme e a Jane não conseguiu acompanhar. Teve de ser o Butch.
Quem não sabe do que eu estou falando, nem se anime. É super nhé essa parte. Nada daquilo que o fandom Vutch da Irmandade da Adaga Negra gostaria que fosse.

Mas, voltando aos 50 Tons, achei super válida essa dúvida. E foi bem isso que segurou a trama, junto com o desenrolar da personalidade de Christian, seus problemas do passado e suas questões ainda pendentes aparecendo pra chocar a gente.


- Otras Cositas Más:
Anastasia chama uma das mulheres-barbadas de Mrs. Robinson.
Isso é muito engraçado porque Mrs. Robinson é uma música escrita por Paul Simon para o filme A Primeira Noite de um Homem, que fala sobre um garoto que acabou de se formar na faculdade (Dustin Hoffman novinho!) e é seduzido por uma mulher mais velha, amiga da família - a tal Mrs. Robinson. Bem apropriado, não? Hehehehehe




Outra das mulheres-barbadas, Leila, A Psicopata em Treinamento, traz de volta as referências indecentes a Crepúsculo. Leila é muito completamente a Victoria, que perseguiu Bella até tomar um coió dos Cullen e dos lobos Quileutes em Eclipse.

Agora preciso fazer um parênteses bem pessoal aqui:
EU ODEIO EX-MULHERES-BARBADAS. ODEIO.
Se você, amiga leitora, corre atrás do seu ex, inferniza a vida dele, fica ligando pra ele nas horas mais absurdas, liga pra atual, fuça Facebook dele e da namorada atual, deixa recado malcriado, isso tudo depois que ELE terminou CONTIGO: numa boa PARE.
Quem age assim não está se valorizando, está se ridicularizando!
Quer despertar interesse nele novamente? Seja interessante, não inconveniente, chata, depende. E, pelamordedeus, TENHA CLASSE!
Estive do lado de lá e da cá: já fui ex e fiz questão de não ser inconveniente (o que trouxe excelentes resultados) e já tive de aturar idiotas-imbecis-retardadas, que faziam ceninhas pelo telefone e que se eu encontrar na rua, vou deixar a barbada com menos uns quatro dentes. Se ela tiver sorte.
Se o cara ainda gostar de você, ele vai voltar. Não estrague suas chances mostrando seu lado mais feio.
Falo isso porque quero muito que todas as minhas amigas leitoras sejam felizes. Por favor não se ofendam, mas pensem muito antes de resolver mandar SMS ou ligar para o ex quando estiverem bêbadas.
#FikaDica

Tradução do Peixinho:
"Amigos não deixam amigos beber e mandar SMS"
(crédito da imagem para Society6)

Sobre as cenas se sexo...
Ainda continuam sendo demais e muito gratuitas: a cada respirada: sexo. Anastasia seeeeeempre pronta, CG, seeeempre de pau duro. Uma média de 4 trepadas por dia. E todas muuuuuito detalhadas e tals. Não que eu seja puritana, mas é completamente irreal.
Mas, estive pensando e cheguei à conclusão que, se por um lado são muitas para um livro, essa quantidade faz completo sentido para uma fanfiction, que tem seus capítulos lançados em média uma vez por semana. Tendo que esperar para ler cada um deles faria com que a quantidade de sexo/tempo parecesse mais diluída.
E vocês concordam que iria ser bem chato ler uma fanfiction erótica com capítulos sem sexo depois de esperar uma semana inteira por uma atualização, não é?

Ah, e praticamente não há nadica de nada de BDSM. Na verdade há alguma coisa só de restrição, mas nada de disciplina ou sadomasoquismo. O que nos faz perguntar de onde foi que tiraram que essa série é BDSM, se o primeiro não tinha quase nada e esse tem ainda menos. Só resta saber se o último vai ser uma putaria BDSM só.

Uma coisa que me fez ficar fã da Ana: ela sabe cozinhar.
Mulher moderna cozinha. E cozinha bem. E come bem também.
É brega escolher comida, criar caso porque não come "verde", "peixe", "cebola". Tem que comer de tudo, experimentar de tudo, abrir a cabeça para novas experiências, inclusive culinárias.

Sobre a relação de Christian e Ana, sei que tem um monte de meninas que fica suspirando por um CG de verdade pra elas. Mas, pensa aqui com a tia Gabi: isso realmente seria bom?
O cara não conhece limites, não respeita sua privacidade, vive 100% do tempo em função de você, só pensa em você, quer trepar com você o tempo todo. Parece o paraíso, mas se imagine casada com um cara desses!
Você não vai ter amigos, não vai ter um tempo pra ficar sozinha, vai estar assada todos os dias. Fora que alguém dependendo de você emocionalmente é o fim da picada.
Uma amiga minha quase morreu de vergonha quando o ex-namorado dela apareceu no Fantástico chorando "Jéeeeeessica, Jéeeeeeeeeeessicaaaarrrghhh..." depois que eles terminaram.
Xô, espírito obsessor!

Mas, apesar de tudo, eu realmente gosto da Anastasia. Dá pra se convencer quando Christian diz que a ama e recita todas as suas qualidades. Porque Ana é realmente divertida, simpática e inteligente. Bem diferente da Bella, que, eu pelo menos, não entendo como conquistou o Ed.

Eu sei que todo mundo espera a Emma Watson (a Hermione de HP) como Anastasia Steele no futuro filme Fifty Shades of Gray, mas eu prefiro a Alexis Bedel.
(crédito da imagem para Glamour)

Pra terminar a parte sem spoilers, só mais algumas coisinhas:

  • As reviravoltas estão suculentas!! Não percam o capítulo 13!
  • O livro se passa em um pouco mais de uma semana, mas, caralhos voadores!, que semana agitada!
  • Pra fechar com chave de ouro: um vilão no último capítulo pra fazer a gente querer muito ler o próximo livro!

- Agora vamos a eles: SPOILERS!!!!!
Eu já dei um spoiler inocente ali em cima quando disse que rapidinho Christian conquista Anastasia de volta, mas, caceta, isso tá na cara, né? Claro que eles iriam voltar a ficar juntos e tals...

Pois bem. Agora, vamos voltar a avisar aos incautos que vou falar desse livro acreditando que você já leu o primeiro (e o segundo também), e que, se não leu o segundo e não quer estragar as surpresas, melhor parar por aqui.

Dito isto, vambora!!

"Momento Ecows do livro"
Meu nariz está se torcendo só de imaginar a melequeira que ficou depois que os dois resolveram incrementar a transa com sorvete de baunilha no capítulo 4. Tudo grudando, cagando a cama toda... Não achei excitante não, achei ecows total.


"Momentos snif"
No capítulo 5, quando Christian confia o suficiente em Anastasia para fazê-la desenhar um mapa das áreas onde ele suporta ser tocado por causa de seu trauma. Deve ser horrível você querer tocar alguém para confortar essa pessoa e ela não suportar ser tocada.

Pelo mesmo motivo, no capítulo 8, página 181.
"Não sou nada, Anastasia. Sou a casca de um homem. Não tenho coração."
Christian GreyCinquenta Tons Mais Escuros, Cap. 8, pág. 181. 
Beeem depois, o "sim" da Ana foi bem fofo, vai... Nem um pouco clichê e uma ótima surpresa do livro.


"Revirando os olhos sem medo da mão coçando do Christian"
As heroínas continuam sendo cobiçadas por todos os seres viventes do sexo masculino nesses livros.
"O fotógrafo, ele é louco por você; aquele sujeito da loja de ferragens; o irmão mais velho de sua amiga com quem você divide o apartamento. Seu chefe."
Christian Grey, Cinquenta Tons Mais Escuros, Cap. 6, pág. 117.

"Momentos quaaaaase BDSM"
Quando Ana entra no Quarto de JogosChristian explica para ela para que serve cada um dos brinquedinhos que ela pega, no capítulo 16, página 346.

Quando eles usam uma barra separadora de tornozelos em uma das 2728093898271827 trepadas, também no capítulo 16, página 356.

Capítulo 21 e o presente de aniversário.


 "Ah, tá, entendi..."
A máscara da capa é a mesma que Ana usa no baile de máscaras que vai com CG.


"CG não decepciona"
Tudo bem que Christian é eclético, mas dei uma puladinha de alegria quando descobri que ele foi a shows do Metallica quando era garoto!

Eu sou tarada  no James Hetfield...
(crédito da imagem para Oi FM)
Olha só como ele é tudifoda nesse vídeo aqui embaixo!!!



"A idade de CG"
Tá, deve ter sido dito em algum lugar no Cinquenta Tons de Cinza, mas eu não prestei atenção. Christian tem 27 aninhos (um bebê...). Porém, depois do dia 18 de junho, ele fez 28, na festinha de arromba com direito a cena de ex-namorada, com banho de martini e tapa na cara.


"Correndo para a duchinha"
Mesa de sinuca, capítulo 11.

Me chamem de depravada, mas o dedinho no fiofó (capítulo 21, página 450) foi totalmente excelente!!!


"Ah, os e-mails..."
Os e-mails estão de volta!! \o/
E meus preferidos são os que começam no capitulo 12, página 272




"Momentos Whatafuqui?!?!"
Christian, O Submisso no capítulo 13, página 293. Entrei em pânico! Não sabia o que poderia acontecer!

Declaração bombástica do capítulo 14:
"Eu sou um sádico, Ana. Gosto de chicotear garotas morenas feito você porque todas vocês parecem com a prostituta viciada... minha mãe biológica."
 Christian GreyCinquenta Tons Mais Escuros, Cap. 14, pág. 301.
Doutora Eva Ellen, precisamos da sua ajuda aqui!! O cara bate e fode mulheres que se parecem com sua mãe!!! Interna com camisa de força ou o quê? Tô begeeeeeeee!!!

Doutora Eva, não vá embora ainda. Explique se pode isso: o terapeuta contar do caso de seu paciente para uma terceira pessoa, no caso, a namorada do paciente, como fez o Dr. Flynn no capítulo 17, página 376. Achei uó!

Por que a puta da Anastasia não usava a porra do BlackBerry?!?!?!? Caraca, que mulher imbecil!!! Detesto muito quando a heroína não faz o que o cara manda ela fazer insistentemente, o livro inteiro!

Acho que a autora estava na dúvida até o finalzinho do livro se a Elena era boa ou má. E, cara, ex-namorada-mulher-barbada é sempre má! Portanto, teve o que merecia! Tapa na cara e banho de martini.
Mas quem acha que ela ainda reaparece, levanta a mão. o/


Pra arrematar: palmas para o livrinho!
Recomendada a leitura: prendeu minha atenção, foi divertido, foi surpreendente.
Melhor escrito que o anterior.
Deixe seus preconceitos de lado, esqueça as resenhas apaixonadas contra e à favor: leia de coração aberto, sem muitas expectativas.

Você também vai se surpreender.

2 comentários:

  1. "Apesar de ele ter cedido, toda mulher remotamente inteligente sabe que ninguém muda assim de uma hora pra outra, e mesmo que ele esteja curtindo mesmo um sexozinho spice vanilla, Ana tem receio de não atender na hora em que ele resolva que precisa de algo mais hardcore." >> isso me soou incrivelmente parecido com um outro casal... cof V e Jane cof "Vishous quase surtou em Lover Unleashed: precisava de um pulso firme e a Jane não conseguiu acompanhar. Teve de ser o Butch." NÃO FALEI!!! kkkkkkkk "Nada daquilo que o fandom Vutch da Irmandade da Adaga Negra gostaria que fosse." Fazer o quê, né...

    "Se você, amiga leitora, corre atrás do seu ex, inferniza a vida dele, fica ligando pra ele nas horas mais absurdas, liga pra atual, fuça Facebook dele e da namorada atual, deixa recado malcriado, isso tudo depois que ELE terminou CONTIGO: numa boa PARE.
    Quem age assim não está se valorizando, está se ridicularizando!" Gabi, parabéns!!! Não precisa ser nenhuma Einsten pra saber disso.

    "Estive do lado de lá e da cá: já fui ex e fiz questão de não ser inconveniente (o que trouxe excelentes resultados) e já tive de aturar idiotas-imbecis-retardadas, que faziam ceninhas pelo telefone e que se eu encontrar na rua, vou deixar a barbada com menos uns quatro dentes. Se ela tiver sorte." >> tem umas cidadãs bem ridículas aí né, pelo amor de Deus!

    "Por favor não se ofendam, mas pensem muito antes de resolver mandar SMS ou ligar para o ex quando estiverem bêbadas.
    #FikaDica" Excelente dica mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    "O que nos faz perguntar de onde foi que tiraram que essa série é BDSM, se o primeiro não tinha quase nada e esse tem ainda menos." >> outro comentário que não é só seu; a galera toda que leu achou a mesma coisa.

    "O cara não conhece limites, não respeita sua privacidade, vive 100% do tempo em função de você, só pensa em você, quer trepar com você o tempo todo. Parece o paraíso, mas se imagine casada com um cara desses! Você não vai ter amigos, não vai ter um tempo pra ficar sozinha, vai estar assada todos os dias. Fora que alguém dependendo de você emocionalmente é o fim da picada." >> comentário da série "finalmente uma blogueira falando o que ninguém teve coragem!"

    "Mas, apesar de tudo, eu realmente gosto da Anastasia." > WHAT??

    "Eu sei que todo mundo espera a Emma Watson (a Hermione de HP) como Anastasia Steele no futuro filme Fifty Shades of Gray, mas eu prefiro a Alexis Bedel." >> desculpa, mas voto na Emma pelo fator "quero-ver-a-reação-dos-fandoms". Alexis Rory Gilmore Bledel... Não, por favor.

    "No capítulo 5, quando Christian confia o suficiente em Anastasia para fazê-la desenhar um mapa das áreas onde ele suporta ser tocado por causa de seu trauma. Deve ser horrível você querer tocar alguém para confortar essa pessoa e ela não suportar ser tocada." >> eu tava achando que isso tinha sido no livro 1...

    "Quando Ana entra no Quarto de Jogos e Christian explica para ela para que serve cada um dos brinquedinhos que ela pega, no capítulo 16, página 346." >> outra que eu também achava que tinha sido no primeiro livro.

    "Deixe seus preconceitos de lado, esqueça as resenhas apaixonadas contra e à favor: leia de coração aberto, sem muitas expectativas." E eu com cara de panaca, tipo... GABI LEU ISSO AÍ E GOSTOU?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI amiga!!!

      Cadê aquele post giga que vc tinha postado lá na outra resenha? Terminou virando esse post giga aqui? Hehehehe

      E sim, eu gosto da Anastasia, muito mais do que de um moooooonte de heroínas patéticas desses livrinhos meia-boca que a gente termina lendo. Não achei ela dependente, muito pelo contrário, e acho ela divertida. Tirando aquela inocência e pureza com 22 anos, achei até que o resto da psiquê da garota está bem realista.
      E, se você lembrar das descrições das características da Ana, ela está muito mais para Alexis Bedel do que pra Hermione. Emma Thompson é muito segura de si e charmosa pra ser a Ana. Alexis parece mais natural.

      E, por fim, por mais chocada que você esteja, li e gostei! :D
      É surreal a quantidade de sexo que eles fazem (um dia vou contar, juro) e é mal escrito - mas já li coisa bem pior acredite, mas os personagens não são chatos (turando a deusa interior) e o livro é cativante, te prende até o final.

      Estou no início do Cinquenta Tons de Liberdade e a autora mudou o estilo completamente. Vamo vê no que dá.


      Beijocas!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...