Blood Vow - J.R. Ward: Segundo livro da nova série da Warden e Spin-Off da Irmandade da Adaga Negra

Quem gosta dos vampiros mais fodásticos de toda a literatura mundial e não viveu debaixo de uma pedra nos últimos 2 anos sabe que a J.R. Ward, autora da Irmandade da Adaga Negra, está escrevendo uma nova série, que é um spin-off da IAN, a Black Dagger Legacy.

Eu, que sim, estava morando debaixo de uma pedra nos últimos dois anos, li o primeiro livro logo que foi lançado em dezembro do ano passado, mas tava com muita preguiça de fazer resenha, por isso não tem nada aqui. Hehehehe.

Agora, em 06 de dezembro de 2016, será lançado o segundo volume da série, chamado Blood Vow, ou Voto (promessa, juramento) de Sangue em tradução livre do Peixinho.

(crédito da imagem para Entertainment Weekly)
Começando do começo, o que é um SPIN-OFF?
Spin-off é um termo gringo para quando uma estória secundária é construída a partir de outra principal. Por exemplo, a série da Netflix Better Call Saul é um spin-off de outra série fantástica, a Breaking Bad.

Do mesmo jeito, a Black Dagger Legacy é um spin-off da Black Dagger Brotherhood.
Na Legacy serão abordados os dramas e romances da galera que faz parte da primeira turma do novo programa de treinamento de guerreiros. 

No primeiro livro, Blood Kiss (que eu ainda não fiz resenha - SHAME! SHAME! SHAME!), é mostrada a prova de seleção. Bem legal.
Os nossos já conhecidos e amados guerreiros da IAN aparecem o tempo todo na Legacy e as estórias acontecem de forma interligada e simultânea, então, termina que, pra quem acompanha a IAN, é imprescindível ler também os novos livros da Legacy.

Mas pensem pelo lado bom: é como nos velhos tempos, quando a gente tinha 2 livros da IAN por ano!!


Contra-capa de Blood Vow

A revista Entertainment Weekly publicou com exclusividade dia 15 de abril o texto da contra-capa do segundo volume da Black Dagger Legacy. Como eu sou uma pessoa tão legal, segue a tradução livre do Peixinho da reportagem deles.

Para ler o texto original, clique no link.

"O livro Blood Vow, de J.R. Ward, não será publicado até dia 06 de dezembro de 2016, mas a EW vai revelar com exclusividade a capa, assim como um sumário estendido do segundo livro da autora da série spin-off Black Dagger Legacy. Blood Vow vai continuar a linha narrativa a partir de The Beast, seguindo Rhage, um dos membros originais da Black Dagger Brotherhood. Mais informações - e a capa super sexy - abaixo.

Recrutas no Centro de Treinamento da Irmandade da Adaga Negra continuam a se preparar para a guerra contra a Sociedade Redutora, mas lutar é a última coisa na mente de Axe.
Ainda afligido pela culpa pela morte de seu pai, o filhote desgarrado se encontra lutando contra uma improvável atração pela aristocrática e sedutora prima de Peyton, Elise. Elise se sente assim também - especialmente quando os dois são empurrados juntos por circunstâncias pouco usuais, e ela precisa decidir se confia em Axe enquanto desvenda o mistério sobre a morte de sua irmã.
Enquanto isso, Rhage e Mary estão com a guarda temporária de Bitty, uma jovem órfã pretrans, e esperam adotá-la... Até que o surgimento de um jovem macho, que alega ser tio de sangue de Bitty, ameaçar separar a nova família.
"


Explicando as coisas pra quem ficou meio perdido

Em Blood Kiss foram foram selecionados alguns recrutas para começar a treinar um exército de vampiros civis que irão ajudar a Irmandade a combater os lessers (prefiro chamar de lessers do que de "redutores"). No primeiro livro a estória se concentrou no romance entre Paradise, uma aristocrata, e Craeg, um civil pobrinho.
Em Blood Kiss também houve um destaque especial para um casal membro original da série Black Dagger Brotherhood: Butch e Marissa. Se você curte o policial durão com sotaque de Boston, não pode deixar de ler Blood Kiss. Mas nem tenha esperanças de momentos memoráveis dele com Vishous.
Tá foda de desencruar essa treta.

Peyton, citado no texto da contra-capa, é um dos recrutas amplamente mostrado em Blood Kiss, o primeiro livro da Black Dagger Legacy. Ele é também um aristocrata, melhor amigo de Paradise e meio afim dela. Mas não rola nada. Só uma competição saudável com Craeg, já que está mega claro que Paradise só tem olhos pra Craeg.
Rola também que uma prima de Peyton morre no livro e tem umas tretas desenrolando com outros recrutas relacionados a essa morte e tals.

A morte dessa prima de Peyton, irmã de Elise (heroína do próximo livro, que a gente ainda não conhece, mas vai conhecer em Blood Vow) será um dos temas de Blood Vow.

Axe é um dos recrutas aprovados para o programa de treinamento da Irmandade. Segue uma descrição do cara direto de Blood Kiss:

"Other than exchanging names - his was Axe - they hadn't said anything, and his brooding silence fit his image completely: The male had killer written all over him, with black spiked hair, those black piercings on one side of his face, and a tattoo of something evil running vertically up half of his neck."

Paradise, Blood Kiss, capítulo 4.

"Além de trocar nomes - o dele era Axe - eles não tinham dito mais nada, e seu silêncio meditativo se ajustava perfeitamente à sua aparência: o macho tinha "assassino" escrito de cima a baixo, com seu cabelo preto desfiado, aqueles piercings pretos de um lado do rosto, e uma tatuagem de algo sinistro subindo verticalmente por um lado de seu pescoço."

Tradução livre do Peixinho.

Já sobre Rhage e Mary, em The Beast eles terminam ficando como família provisória de uma órfã e pretendem prosseguir com o processo de adoção porque a família se encaixou perfeitamente.
Esse próximo livro vai falar de um problema relativo a formação dessa família: o surgimento de um tal tio da garotinha.

Se quer saber mais sobre The Beast e não aguenta esperar a publicação da versão brasileira, temos posts para você!

Beijocas!

Um comentário:

:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...